Detran-RJ retoma cobrança do CRLV digital

Os proprietários de veículos receberão dois boletos, correspondentes aos anos de 2023 e deste ano

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A partir desta segunda-feira (15/04), o Detran-RJ passará a exigir o pagamento da taxa de emissão do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo digital, o CRLV-e, por determinação judicial. Anteriormente suspensa em março de 2022 por uma lei estadual, a cobrança de R$ 76,77 foi agora restabelecida após a derrubada da mesma.

Os proprietários de veículos receberão dois boletos, correspondentes aos anos de 2023 e deste ano, totalizando R$ 153,54. Mesmo para quem já possui o CRLV em dia, o pagamento será necessário. As guias de regularização de taxas (GRTs) estarão disponíveis no Bradesco no próximo mês e também serão acessíveis através do site indicado.

É importante destacar que o não pagamento implicará na impossibilidade de realizar qualquer serviço relacionado ao veículo, incluindo a transferência de propriedade. A partir de 2025, a GRT custará R$ 268,65, sendo R$ 191,88 referentes ao licenciamento anual do veículo e R$ 76,77 pela emissão do CRLV-e.

O documento só será liberado após o pagamento de multas pendentes e do IPVA. O licenciamento anual no RJ é totalmente digital, e o CRLV-e estará disponível no Posto Digital do Detran ou no aplicativo Carteira Digital de Trânsito após a quitação.

Advertisement

Além disso, o Detran prorrogou os prazos para o licenciamento de 2024. Para veículos com placas finais 0, 1 e 2, o prazo vai até 31 de julho. Já para os finais de placa 3, 4 e 5, o licenciamento pode ser feito até 31 de agosto, e para os finais de placa 6, 7, 8 e 9, o prazo final é 30 de setembro.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Detran-RJ retoma cobrança do CRLV digital
Advertisement

8 COMENTÁRIOS

  1. Vendo alguns comentários, é fácil perceber como o déficit de interpretação de texto e de conhecimentos básicos sobre o funcionamento da máquina pública são enormes! Aparentemente, na visão de alguns, o Departamento ESTADUAL de Trânsito do RIO DE JANEIRO é de responsabilidade do Governo Federal, e não do atual (quase inexistente) governador Cláudio Castro. Que realidade paralela é essa?

  2. O Amor voltou.

    Com ele também voltaram prejuízo nos Correios, DPVAT, aumento de impostos, fim da herança e… taxa de emissão de um documento que se imprime em casa! Parabéns à mídia do consórcio, aos fazedores de L e, principalmente, aos isentões que contribuíram para isso.

  3. Bando de bandidos sem armas , covardes,não enjoa de tirar dinheiro do povo não?
    Democracia desgraçada é essa que o povo não opina em nada, não tem voz! Difícil viver num país miserável desse !

  4. É o amor venceu, absurdo e retrogrado pagar por algo q já está totalmente digital. O detran presta um serviço péssimo e caro. PQ nao cobrar dos iates? Das lanchas? Do jet skis? , mais taxas e mais burocracia, outra taxa absurda está na de incencio, pagamos tantos impostos e ainda tenho que pagar para o bombeiro comprar viatura.

  5. Que lindo!!! Se tentou de 2016 a 22 desburocratizar a vida do cidadão com o Governo digital, abrindo mão de vários cartórios e burocracias. Mas o amor sempre volta, sentimento forte no ser humano tal qual filho de vó. É com isso as modernidades são jogadas de lado para o retorno da tradição mesmo sendo antiquada. E tome DPVAT, CRLV na testa, só no segmento de carros. É o cartório com o carimbo, o assovio pra chamar taxi, talvez a charrete pra te levar ao topo da ladeira, etc, etc,etc. O grosso voltou e é muito maior (e mais caro) do que a expectativa.

  6. Alguns órgãos do Governo do Estado, a exemplo principalmente do DETRAN, são meros arrecadadores de receita, não orientam, não facilitam nem protegem o cidadão, ao contrário fazem de tudo para dificultar a nossa vida.
    VERGONHA DE SER CARIOCA!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui