Dia da Amazônia mobiliza milhares por todo o país

Festival inédito leva o Brasil a comemorar a data e alertar sobre os riscos da degradação da floresta e os ataques a seus povos

O mês de setembro, quando o Brasil comemora o bicentenário da Independência, começou com a maior mobilização em defesa da Amazônia já vista no país. Os Festivais Dia da Amazônia 2022 aconteceram em sete capitais, animando o público e reforçando a importância do bioma para todo o país. Mais de 90 artistas se apresentaram gratuitamente para celebrar o Dia da Amazônia, 5 de setembro. O Rock in Rio, um dos maiores eventos mundiais de música, também foi marcado por homenagens à floresta, como as da Nave da Natura e o Palco da Amazônia, além de vários artistas.

No Rio de Janeiro, os Festivais começaram pela manhã com eventos voltados para as crianças e deixaram os Jardins do MAM lotados até a noite. A mensagem de que somos a última geração que pode salvar a Amazônia foi reforçada o tempo inteiro. Uma das atrações, o cantor Geraldo Azevedo animou o público cantando seus sucessos.  Os Festivais Dia da Amazônia 2022 também levaram milhares de pessoas aos eventos em Belém, Belo Horizonte, Macapá, Manaus e São Luís.

No Rock in Rio, o vocalista Rogério Flausino, do Jota Quest, discursou em defesa do meio ambiente e  mostrou uma bandeira com a frase “Amazônia livre”. Na tarde de sábado,  o bioma foi lembrado no show do DJ Alok. Ele produz um disco com povos indígenas e aproveitou a apresentação para dar destaque no telão à campanha “Amazônia de Pé”. Sexta-feira, os metaleiros franceses do Gojira também se manifestaram em defesa da Floresta Amazônica.

Os Festivais Dia da Amazônia 2022 se encerram no próximo dia 10, em Santarém, no Pará. O objetivo das dezenas de organizações socioambientais e culturais responsáveis pela mobilização é reforçar a necessidade de proteger o bioma amazônico contra a degradação crescente provocada por queimadas, desmatamento, garimpo ilegal e outros crimes que têm elevado os índices de violência na região.

Entre muitas outras ações, em Belém acontece a 5ª edição do Festival de Cinema das Periferias e Comunidades Tradicionais da Amazônia. Nesta segunda-feira (05/09), haverá exibição do filme “Pureza (2019)”, estrelado pela atriz e madrinha do Telas em Movimento, Dira Paes.

Além de assistir aos shows gratuitos de Gaby Amarantos, Geraldo Azevedo, BaianaSystem, Bruxos do Norte, MC Rapadura, Sabrina Zahar e Swing Safado, entre muitos outros, o público participou de ações de alerta para os riscos decorrentes da devastação da Amazônia, como o aquecimento global e o consequente agravamento dos desastres naturais e da mudança no regime de chuvas, que, entre outros aspectos, prejudica a produção de alimentos.

Os produtores contaram com o apoio de outras dezenas de instituições, artistas, ativistas, fazedores de cultura, figuras públicas, adultos e crianças para a mobilização em todo o país. “A Amazônia é guardiã de formas de vida, de conhecimento, evidência maior de nossa interdependência com a natureza. Portanto, comemorar o dia 5 de setembro coloca-nos em um lugar de compromisso e visões compartilhadas, ainda que tenhamos diferenças, onde juntos podemos dividir sonhos, difundir conhecimento e inspirar mais pessoas com seus saberes. Essa mobilização será anual a partir de agora, para que nunca mais o Dia da Amazônia deixe de ser celebrado pela sociedade brasileira”, afirmaram em conjunto as organizações que lideram a mobilização.

Além dos shows, houve cerca de 500 atividades inscritas na Virada Amazônia de Pé por todo o país (programação aqui). Centenas de pessoas, organizações, coletivos, grêmios estudantis, entre outros, registraram suas atividades no site da Virada para também celebrar a Amazônia como símbolo maior do Brasil.

A mobilização continua por meio de outras atividades planejadas até o dia 10 de setembro, com o encerramento previsto para acontecer em Santarém (programação aqui). 

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui