São Cosme e Damião O Rio de Janeiro pode dizer que tem quatro santos padroeiros, temos oficial São Sebastião, São Jorge, adorado por muitos cariocas, e São Cosme e Damião, adorado por todas as crianças e aqueles que tem um pouco de Erê dentro de si.

O dia dos santos gêmeos na verdade é no dia 26 de setembro, pelo calendário dos santos católicos, mas as religiões afro-brasileiras, especialmente as de tradição yoruba, comemoram hoje, dia 27 de setembro. Neste dia muitas pessoas dão doces e brinquedos para as crianças, normalmente como forma d epagar alguma promessa cumprida pelos santos.

Hoje em dia há bem menos casas dando doces do que 15, 20 anos atrás, mas ainda é bastante visto no subúrbio carioca as crianças gritando e caçando casas e carros distribuindo seus saquinhos. A tradição ainda está bastante viva, é só ir no Mercadão de Madureira nos dias que antecedem a festa.

Para quem não sabe, a história de São Cosme e São Damião, via Wikipedia:

Há relatos que atestam serem originários da Arábia, de uma família nobre de pais cristãos, no século III. Seus nomes verdadeiros eram Acta e Passio.

Estudaram medicina na Síria e depois foram praticá-la em Egéia. Diziam "Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo e pelo seu poder".

Exerciam a medicina na Síria, em Egéia e na Ásia Menor, sem receber qualquer pagamento. Por isso, eram chamados de anargiros, ou seja, inimigos do dinheiro.

Cosme e Damião foram martirizados na Síria, porém é desconhecida a forma exata como morreram. Perseguidos por Diocleciano, foram trucidados e muitos fiéis transportaram seus corpos para Roma.

Há várias versões para suas mortes, mas nenhuma comprovada por documentos histórico. Uma das fontes relata que eram dois irmãos, bons e caridosos, que realizavam milagres e por isso teriam sido amarrados e jogados em um despenhadeiro sob a acusação de feitiçaria e de serem inimigos dos deuses romanos

Segundo outra versão, na primeira tentativa de matá-los, foram afogados, mas salvos por anjos. Na segunda, foram queimados, mas o fogo não lhes causou dano algum. Apedrejados na terceira vez, as pedras voltaram para trás, sem atingi-los. Por fim, morreram degolados.

Foram sepultados no maior templo dedicado a eles, feito pelo Papa Félix IV (526-30), na Basílica no Fórum de Roma com as iniciais SS – Cosme e Damião.

Milagres e Curas dos santos, também da Wikipedia.

Conta-se que eram sempre confiantes em Deus, que oravam e obtinham curas fantásticas. Também foram chamados de "santos pobres".

A partir do século V os milagres de cura atribuídos aos gêmeos fizeram com que passassem a ser considerados médicos. Mais tarde, foram escolhidos patronos dos cirurgiões.

Segundo a crença popular apareceram materializados depois de mortos, ajudando crianças que sofriam violências.

Ao gêmeo Acta é atribuído o milagre da levitação e ao gêmeo Passio a tranqüilidade da aceitação do seu martírio.

Sincretismo de São Cosme e Damião:

No Brasil, em 1535, a igreja de Igarassu, em Pernambuco, consagrou Cosme e Damião como padroeiros. No dia 27 de setembro, quando é realizada a festa aos santos gêmeos, as igrejas e os templos das religiões afro-brasileiras são enfeitadas com bandeirolas e alegres desenhos.

No Candomblé,é comemorado no dia 27 de setembro, e são associados aos ibejis, gêmeos amigos das crianças que teriam a capacidade de agilizar qualquer pedido que lhes fosse feito em troca de doces e guloseimas. O nome Cosme significa " o enfeitado" e Damião, "o popular".

São cultuados pelo Candomblé, Batuque, Xangô do Nordeste, Xambá e pelos centros de Umbanda onde fazem festas para as crianças com farta distribuição de doces e brinquedos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui