Parque das Aguas por Alex LumeMês passado, a convite da Nestlé, estive em São Lourenço para conhecer a cidade, assim como a fábrica da água homônima, engarrafada pela empresa. E o passeio foi mais interessante do que imaginava, afinal, na minha cabeça ir para Parque de Águas é coisa para gente velha. Apesar de achar que a cidade deveria fazer um investimento maior em atividades para o público jovem e aproveitar que Campos do Jordão está ficando lotada e se mostrar como alternativa mais barata, já que a cidade também tem um clima ameno (média anual de 19°C).

 

E é isso que realmente conta  ser um passeio com custo baixo, não só a hospedagem, mas como a alimentação (excelente, não se come mal no lugar) e o próprio SPA no Parque das Águas, que como o parque é mantido pela Nestlé. Afinal, o turismo é o forte de São Lourenço, são 6 mil leitos, só perdendo no estado de Minas para a capital BH, que tem 14 mil. Mais de 52 hotéis, pousadas e etc… a minha dica é ficar no Hotel Brasil, de cara para o Parque e ao comércio, o que economiza sapato e tempo

No Parque das Águas, cuja entrada custa R$ 5, há da possibilidade de experimentar vários tipos diferentes de água mineral só não vale tomar um copão de cada uma, há o risco de ter um piriri (é verdade, aconteceu alguns anos atrás com um amigo que duvidava dessa história). Inclusive a Fonte Oriente, naturalmente gasosa, e que é a engarrafada. Próxima a essa fonte tem uma “Carbogasosa”, que possui lítio, praticamente um Rivotril natural e que deveria ser distribuída nos engarrafamentos cariocas. Tem também a fonte sulfurosa, que apesar do cheiro não muito agradável também é terapêutica, e sai um gás que realmente ajuda para quem tem alergias. Entretanto ficar apenas um fim de semana não cura ninguém, antigamente os médicos indicavam ficar 15 dias neste tipo de balneário.

 

Quanto ao engarrafamento, eu que pensava que era mentira, a empresa apenas abria a bica e colocava na garrafa, não, não é. O processo é bem chato e cheio de cuidados, tem de seguir um sério processo de qualidade, e no final há uma equipe responsável para experimentar a água e ver se aquele lote atende a todos os parâmetros. E um dos motivos para ser a Água da Fonte Oriente a ser usada é que os minerais dela não sedimentam, o que acontece com as outras.

 

Além das águas aconselho a quem for à São Lourenço separar um dia inteiro para ficar no balneário que foi reformado em 2008. Lá tem banhos com água sulforosa, que podem ser os aromáticos, de espuma ou a imersão em um ofurô de cedro rosa, vai no último, incrivelmente relaxante. Fora as massagens, como as com pedras quentes, bambu, ou a indiana, egípcia e por aí vai, aqui tem todas as massagens e os preços. Dá para fechar o pacote também e o ideal é marcar antes de ir para lá sobre o risco de não conseguir vaga. Ir para São Lourenço e não ir no balneário é como ir a Roma e não ir ao Coliseu.

 

Na cidade também nasceu a eubiose, um movimento esotérico que acredita na transformação da energia em consciência. Provavelmente fundado por quem misturou muito as águas…Dentro do Parque das Águas, há os chamados "Pilares de São Lourenço", três pedras de granito que supostamente possuem propriedades de energização. O tratamento, chamado litopuntura, garante que por meio dessas pedras é possível reequilibrar o organismo e o espírito.

 

Entre os dias 3 e 11 de setembro vai acontecer em São Lourenço o Festival Gastronômico, excelente para quem adora uma comida mineira, um doce de leite… ah se eu não estive no Projeto Verão (preciso perder 10 quilos). Caso não possa ir no dia 7 de setembro tem a Expo Orquídeas. Já do 30 de setembro ao dia 2 de outubro tem o Antigomobilismo. E nos dias 8 e 9 de outubro o Sulamericano de Jiujitsu. Claro, tem sempre o Carnaval em Minas, mas aí é outra história que não posso contar (essa 5a completo 7 anos de namoro)

 

Foto: Parque das Aguas por Alex Lume

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui