Todos aqui já devem ter lido, visto na Tv, na Internet, sobre estes bandidos, garotos que espancaram uma empregada doméstica na Barra. O que mais me assustou, depois do espancamento, foram dois pronunciamentos, um em que um destes jovens diz que espancou por pensar ser prostituta, e nisso fico com quem melhor escreve sobre este assunto, no xará Diário de Niterói.

Houve o que o pai disse, que os filhos estudam, trabalham, tem residência fixa, e não deveriam ser presos na Polinter, ficando junto de outros bandidos. Imagino a dor do pai, mas entro no movimento que já surge, os garotos deveriam estar preso com os pais. Afinal, eles deveriam acreditar que a Justiça não chegaria para eles.

De qualquer forma, ao contrário do que fica repetindo o mantra anti-Rio, isso não é um caso único de nossa cidade, e nem estes moleques representam a nossa cidade. Basta ver o clima de paz, com pessoas da mesma idade, que está havendo no Blocos do Pan.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui