Documentário sobre o Canecão reúne depoimentos de artistas nas ruínas da casa de shows

Produção contará com a participação de Marcelo D2, Frejat, Lobão, Adriana Calcanhoto, entre outros

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Fábio Motta

O documentário ‘Canecão, Tantas Emoções’ conta a história do point carioca que marcou a música brasileira. Com lançamento previsto para 2024, o filme reúne empresários, artistas, jornalistas e funcionários do local que passaram pela emblemática casa de shows em Botafogo. A produção é dirigida pelo jornalista e produtor cultural Bruno Levinson e produzida por Clélia Bessa e Marcos Pieri.

Por meio de imagens de arquivo e de depoimentos inéditos gravados no próprio prédio do Canecão, o documentário destaca sua importância para a música popular brasileira e sua potência no cenário político. Por exemplo, o espaço deu lugar ao primeiro baile gay do Brasil, como conta o cenógrafo Almir Franca: “O primeiro baile gay aconteceu no Canecão. A fila do Canecão era um lugar de encontros e de militância”. 

Recordado como “templo da cultura” pelos mais de 50 entrevistados, as memórias afetivas que os personagens têm com a casa e espetáculos ficam registradas no documentário.

O que eu mais quero retratar são as tantas emoções vividas no Canecão por tanta gente. Se até hoje o Canecão é parte da nossa memória, é porque muitas emoções foram vividas lá dentro. Emoções de artistas, empresários, ex-funcionários, jornalistas e do público em geral. Nosso documentário quer mostrar a importância do Canecão na nossa cultura, e vida, através da emoção”, reforça Bruno Levinson, diretor do documentário. 

Advertisement

Através de suas experiências, Almir ainda conta que trabalhar era um ponto de muita visibilidade não só para os artistas quanto para toda a equipe técnica por trás dos espetáculos: “Quando você fazia um cenário do Canecão, não só o artista subia no palco, mas para nós da técnica era a certeza que chegamos!” 

De Baile da Pesada à Carnaval, de profissionais da casa aos maiores artistas dos anos 80, Clélia Bessa, produtora do filme, destaca o valor das memórias: “É importante que a gente, como produtores de conteúdo audiovisual, tenhamos a possibilidade de contar nossas histórias, construirmos as nossas narrativas e deixar documentado, até como reflexão e para as futuras gerações, grandes momentos da cultura brasileira. O Canecão, sem dúvida, mesmo sendo um local físico, contribuiu e muito para a nova música brasileira e tendências que estão até hoje por aí.” 

Principais entrevistados

  • Lúcia Duarte (viúva Big Boy)
  • DJ Peixinho
  • Adalberto Silva
  • DJ Kacique
  • Carlinhos Salgueiro
  • Selminha Sorriso
  • Carlinhos de Jesus
  • Lea Penteado
  • Tony Belloto
  • Ritchie
  • Evandro Mesquita
  • Fernanda Abreu
  • Frejat
  • Leoni
  • Lobão
  • Leo Jayme
  • Adriana Calcanhoto
  • Zélia Duncan
  • Alceu Valença 
  • Entre outros

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Documentário sobre o Canecão reúne depoimentos de artistas nas ruínas da casa de shows
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Documentário sobre o Canecão reúne depoimentos de artistas nas ruínas da casa de shows
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui