Edifício Serrador, no Centro, é vendido a Argentinos

O famoso edifício, construído em estilo Art Déco em 1944, foi comprado pelo Grupo Sued com o intuito de alugar seus andares.

O Edifício Serrador já esteve alugado a Eike Batista, mas nunca foi sua propriedade, ao contrário do que se pensa

O Edifício Serrador é um dos maiores símbolos da Cinelândia. Seu nome deriva do grande empresário Francisco Serrador, que foi seu construtor e proprietário por muitos anos. Serrador tinha diversos cinemas, e poucos sabem, mas foi ele que trouxe para o Brasil o cachorro-quente. Agora, o portentoso prédio foi novamente vendido.

No prédio funcionou por décadas o Hotel Serrador. Depois, o prédio passou à propriedade da Petros Fundo de Previdência, e, por fim, acabou vendido ao empresário José Oreiro e diversos outros sócios, donos da conhecida Rede Windsor de hotéis. Em vez de fazer um hotel no local, acabaram reformando o imóvel, restaurando-o e alugando o prédio para a EBX, de Eike Batista.

O luxuoso edifício Serrador é avaliado por corretores em cerca de 130 milhões de reais, no mercado atual.

Lá, funcionou a sede das empresas X por um bom tempo; Eike alugara o prédio mais de 2 milhões de reais mensais. Antes de quedar-se inadimplente, o ex-bilionário – segundo consta – chegou a oferecer pelo prédio de 22.000m2 a tentadora quantia de 400 milhões de reais. A Rede Windsor não quis. Terminou envolvida num complicado despejo, e ficou com o imóvel – considerado por muitos o melhor prédio do Centro do Rio – desocupado por alguns anos, até por insistir em aluga-lo de uma vez só.

Porém, o endividamento da companhia hoteleira foi um pouco além do devido durante a crise e acabou obrigando a maior rede de hotéis do Rio de Janeiro a vender alguns de seus ativos. Primeiro vendeu a jóia da coroa, que era o antigo Meridien, na Praia de Copacabana, agora um Hilton. E agora, vende o Edifício Serrador.

A venda foi feita a um grupo imobiliário de origem argentina. A empresa tem investimentos no Brasil, Argentina, Portugal e Espanha. A venda foi intermediada por um braço do Banco Santander. Corretores especializados estimam que a venda tenha sido feita por algo em torno de 150 milhões de reais.

Atualização em 14/03/2022

Pela primeira vez em sua história, o icônico edifício está disponível para ser alugado andar por andar. Cada um de seus 21 andares possui 898m2. A empresa Sergio Castro Imóveis foi contratada pelos novos proprietários para buscar inquilinos para o prédio. Segundo a empresa, seu departamento comercial criou uma força tarefa para conduzir a locação do prédio.

Sergio Castro Imóveis – (21)2272-4400

serrador@sergiocastro.com.br

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui