Eduardo Paes declara ‘Dunas de Gal’ como Patrimônio Imaterial da cidade do Rio

Em trecho do decreto é ressaltado a importância de prestar homenagem à artista Gal Costa, reconhecendo o valor de seu legado para a música e cultura popular carioca. Gal faleceu, aos 77 anos, no dia 9 de novembro

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Prefeitura declara que um trecho da Praia de Ipanema, na Zona Sul, conhecido como “Dunas da Gal” nos anos 70, se tornou um Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial da cidade do Rio de Janeiro. O nome deste trecho, que fica em frente à Rua Teixeira de Melo, é uma homenagem à cantora baiana Gal Costa que morreu no dia 9 de novembro, aos 77 anos de idade.

A decisão foi publicada no Diário Oficial do município desta sexta-feira, (18/11). “Fica declarado Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial o trecho da Praia de Ipanema, localizado imediatamente em frente à Rua Teixeira de Melo, conhecido durante a década de 1970 como ‘Dunas da Gal’”, afirma o decreto do prefeito Eduardo Paes.

Gal nasceu em Salvador, mas viveu por décadas no Rio e considerava o estado fluminense como seu segundo lar. Um dos trechos do texto ressalta a importância de homenagear à cantora, reconhecendo o valor de seu legado para a música e cultura popular carioca.

Foto: Reprodução
Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. Pensava que o alcaide tinha outra coisa na cabeça, de aroma desagradável, mas de acordo com o texto, só tem…areia…espero que o gato não tenha dado uma urinada em cima.

  2. CONSIDERANDO que o subúrbio e o BRT se encontram em petição de miséria, o povo DECRETA que o prefeito Paes Palho pare com o marketing puro e simples e comece a trabalhar resolvendo problemas concretos da cidade. CUMPRA-SE.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui