Eduardo Paes no Mesa Viva ( Foto: Gabriel Subtil )
Eduardo Paes no Mesa Viva ( Foto: Gabriel Subtil )

Update: Apesar da nota do Lauro Jardim e da matéria veiculada aqui no Rio, ainda não podemos matar a saudades de nosso ex. Eduardo Paes (DEM) disse ao DIÁRIO DO RIO, que ainda não é pré-candidato a prefeito do Rio em 2020. Ele só decidirá se tentará ou não entrar na corrida no início do ano que vem.

A nota anterior está abaixo:

Ai, que saudades do meu ex… quem cantou essa musiquinha pode se preparar que ele quer voltar. De acordo com Lauro Jardim/O Globo, o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), disse na quarta-feira, 18/09, para o presidente do PSDB/RJ, Paulo Marinho, que é pré-candidato a prefeito do Rio em 2020. E que em janeiro já começa a sua campanha.

E a notícia, até agora, não foi desmentida por Paes em suas redes sociais. Onde ele é bem ativo, e teve como tweet mais recente um retweet do presidente do Avante/RJ, Vinicius Cordeiro, criticando o bispo Marcelo Crivella:

A candidatura de Paes pode mudar totalmente o cenário eleitoral e diminuir bastante o número de pré-candidatos. Nomes como Bruno Kazuhiro, Carlo Caiado, Mariana Ribas, Pedro Fernandes, Ruan Lyra, Washington Fajardo e Marcelo Calero podem deixar de ser pré-candidatos a prefeito em 2020. Isso, caso Paes continue no DEM. Se ele for para o PSDB, o que é ventilado em alguns setores da política, o DEM deve manter um candidato a prefeito.

O jogo também muda entre os conservadores, que tem como pré-candidatos hoje Aroldede Oliveira, Hélio Negão, Rodrigo Amorim e Otoni de Paula que podem se juntar entorno de Marcelo Crivella. Enquanto parte da esquerda deve caminhar com Marcelo Freixo (PSol) e outra com Martha Rocha (PDT) e Alessandro Molon (PSB).

Ou seja, de 23 candidatos, com essa notícia, o número pode cair para 8.

Assista ao Mesa Viva com Eduardo Paes, na época ele dizia estar fazendo um pit-stop da política.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui