Eduardo Paes solta o verbo após ser chamado de vagabundo por Bolsonaro: ‘Desqualificado e incompetente’

Prefeito do Rio reagiu depois de ser chamado de 'mal agradecido' pelo atual presidente

Foto: Diego Padilha

O prefeito Eduardo Paes (PSD) não poupou o presidente Jair Bolsonaro (PL) após ser chamado de “vagabundo” e “mal-agradecido” pelo atual chefe do executivo nacional, durante um comício, nesta quinta-feira (27/10), no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

Através de uma postagem em seu perfil no Twitter, Paes, que apoia Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição deste ano, rebateu a fala de Bolsonaro, o chamando de “desqualificado” e “incompetente”.

Em seguida, o prefeito do Rio acusa o atual presidente de não destinar recursos ao Rio e nem gostar da cidade onde viveu boa parte de sua vida política. No post, Eduardo Paes também desafia Bolsonaro para as próximas eleições municipais, em 2024.

Veja

Mais cedo em Campo Grande

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participou de um ato de campanha no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. No compromisso de agenda, ele respondeu as críticas de Paes sobre não ter ajudado a capital fluminense durante seu governo.

Esse Eduardo Paes é um vagabundo. Sem caráter. Paes tá cheio de processo por aí e está buscando uma história para ajudar o ladrão [Lula] para não ser condenado no futuro. Esse vagabundo mal-agradecido, que fica mentindo por aí dizendo que vou maltratar o trabalhador e o aposentado. Vagabundo mentiroso. Ele vai receber o troco lá em 2024″, disse Bolsonaro.

Eduardo Paes irônico

Paes tem constantemente feito vídeos e mensagens em tom de ironia, questionando os eleitores sobre alguma obra ou projeto que Bolsonaro tenha feito pelo Rio. Nas publicações, ele diz que seria até capaz de mudar seu voto, caso alguém o respondesse.

Advertisement

20 COMENTÁRIOS

  1. David Ringel
    Obrigado aí, galera, pelo apoio ao comentário. Ainda é meio-dia de domingo, e a gente não sabe se a desgraça vai se consumar. E fico aqui matutando vendo as pesquisas. Ou “pesquisas”? Será mesmo que o brasileiro, a partir de agora, será conhecido no planeta pela irrefreável paixão e eterna devoção ao crime político? Há milhares de exemplos disso. Só unzinho: o coordenador da campanha do marginal na Bahia é ninguém menos que Geddel Vieira. Aquele que tinha armazenado no apartamento da mãe 51 milhões de reais. De quem, caro leitor? Seu, meu, nosso, vosso…

  2. Paes vagabundo e canalha só virou prefeito porque o carioca infelizmente votou contra ou não votou. Esse cara é pior da escória da política,# paesFóra2024

  3. O tchuchuca está sentindo a água bater “nas partes baixas” e o desespero começa a tomar conta.
    Ele só pode xingar mesmo, porque se for discursar sobre alguma coisa boa que tenha feito pelo país, o texto não dura nem 15 segundos: “andei de motoca e jetsky” que foi o melhor que ele fez pelo país . . .

  4. Jornalista carioca que assistiu até Paulistas 2, Cariocas 1 na inauguração do Maracanã, deixei a cidade mais bonita do mundo para morar no sul. Ainda na ativa, não tenho ideologia nem cor partidária, sinto em Bolsonaro uma incrível sinceridade, raríssima no pântano político. Além de tremenda competência. É literalmente milagre o que está conseguindo para o país, com tanta coisa contra. Até o nefasto STF.
    Agora, se ele qualificou esse prefeito deve ser verdade. No fundo, está naquela linha do Alkmin, que só reza pela morte do cara para ser presidente, coisa impossível pelas urnas. Esperteza excrecencial. Como o Moraes, numa hiper-jogada pessoal. Antigo correligionário do PSDB, tem duas opções na cabecinha pelada. Ser o ministro da Justiça do Lula (alguém duvida?), depois do seu mais que provável impeachment ou, melhor ainda, chefe da Casa Civil de Alkmin, depois que o larápio morrer. Paes se juntou à escória lamacenta que o sofrido brasileiro não merece.

    • Perfeita a colocação, David Rangel! Sobram poucos políticos, como Bolsonaro; a maioria (não todos) são abutres em cima da carniça. Um misto de vagabundos, ladrões e larápios, coisas que Bolsonaro não é!

      • Os senhores sabem o que é dissonância cognitiva. é matéria, TAMBÉM, para antropólogo , e ou, psiquiatra. Vocês vão precisar. Sem problemas os remédios existem. A patologia, certamente já esta definida no CID.
        ( BOLSSOMANIA AGUDA).

  5. Eduardo Paes está com saudade do Trio: Lula, Ele e, Sérgio Cabral.
    Compraram um evento (agora a gente sabe): Olimpiadas 2016. Meteram a mão.
    Deu M… pra todo lado. Ele sabe dos seus mal feitos de mãos dadas com o Lula e Cabral.
    Ele se prepare com essa marra toda, o chefão Kassab dono do partido dele (PSD) está apoiando Tarcísio de Freitas em São Paulo, se ele não der resultados, vai ser o próximo João Dória em 2024. Jogado literalmente na beira da estrada.

  6. Teve o que merecia. Achou que o Teflon que passava na cara ia durar pra sempre? Independente de quem ganhar eleição presidencial, se Bolsonaro ele vai tomar na cara até 2024. Se for o Lula, nem ele acredita que o “nine” vai ajudar o Rio. Aliás nunca ajudou. Destruiu a capacidade operacional do Galeão jogando tudo para ajudar SP que interessava mais e não deixou a Azul usar o aeroporto como base, indo para Campinas, não terminou o Comperj, enterrando itaboraí como uma cidade fantasma, fomentou nos bastidores com o congresso da época a retirada do volume de royalties do Rio transferindo para o Nordeste, uma espada que só foi retirada do Estado e da cidade com o Regime de Recuperação Fiscal sob adm Bolsonaro. Ambos, Paes e Lula, aprenderam sem governo a governar (ou querer administrar) reativamente: Prometem ações genéricas e quando são cobrados, reagem agressivamente. Eles não vão mudar, quem vai perder sempre é o Rio.

  7. Dudu quer o Ladrão de volta, para poder roubar no Transbrasil… Já que o que tá levando é pouco. Brt é o pior transporte que existe, e a tendência é pior muito com a chegada do verão, poucos ônibus e a falta de fiscalização. Final de semana e feriado, só paga passagem quem quer, vagabundo vai para a praia e volta de graça. E quem sofre é o trabalhador, que tem que aturar a favela gritando. Eduardo Paes é a escória do Rio de Janeiro.

  8. Esta de brincadeira com o Rio de Janeiro.
    Falou tanto de Crivella e está fazendo pior.
    BRT e ônibus caindo aos pedaços.
    Ciclovia caída.
    Sem Médicos para atendimentos nos Postos de Saúde.
    Ruas esburacadas.
    Milhares de pessoas perambulando pelas ruas
    Ausência dos Guardas Municipais na Ordem Pública.
    ISS para os empreendedores muito caro
    E o pior o Turismo: Empresas não querem bancar a Àrvore de Natal.
    Sabe lá como vai ser o Reveillon.
    O Rock In Rio foi totalmente realizado e coordenado os transportes pela direção do evento. Ele só apareceu pra foto.
    Arrecadação do turismo corre perigo.
    O cara está sem rumo.
    Achando que tocar um tamborim vai enganar todo mundo em 2024.

  9. É uma vagabundo mesmo, não sei quanto a vcs, mas o BRT piorou muito a vida dos cariocas, destroçou a Av. Brasil, até hoje esburacada e não terminada. Esse VLT é uma piada de mau-gosto, o centro do Rio foi destruído em 8 anos de obras do Paespalho, para colocar o tremzinho que liga o nada a lugar nenhum. Realmente quem mora na Z Sul e não pega ônibus, nem trem, fica na praia o dia todo, está tudo ótimo, mas pra quem trabalha piorou muito! Não tem um dia que eu não encontre alguém querendo sair do Rio, a cidade ficou insuportável. No mais, O que o Paespalho fez, além do que já mencionei? Aumentou impostos, mandou a GM multar o cidadão sem parar pra cumprirem suas metas, não pagou os direitos dos servidores, não dá o reajuste de lei, assim é mole ser um “grande gestor”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui