Eleições 2014 Rio de JaneiroPesquisa Datafolha publicada hoje deve deixar o governador Sergio Cabral (PMDB) de cabelos em pé, o seu candidato, Luiz Fernando Pezão (PMDB), encontra-se muito, mas muito mal na pesquisa. Enquanto 3 adversários políticos disputam o 1º lugar.

O senador Lindbergh Farias (PT) está em 1º com 17% das intenções de voto, empatado tecnicamente com Anthony Garotinho (PR) e Cesar Maia (Democratas) que tem 15%, já Pezão está empatado com Romário (PSB) com 8%, e Miro Teixeira (PDT) tem 6%, já Branco/Nulo/Nenhum é o verdadeiro campeão com 23%.

Já em um cenário dos sonhos do Cabral, em que consegue o apoio do PT e do PSB, quem fica na liderança é Cesar Maia e Garotinho, ambos com 20%, Pezão teria 12% e Miro Teixeira 9%. Mas neste caso Branco/Nulo/Nenhum pula para 31%.

Eleições 2014 Lindbergh, Cesar Maia e Garotinho lideram no Datafolha

Os dois cenários do Datafolha não preveem a possível candidatura de Marcelo Crivella (PRB), além de um nome do PSol, que não deve ser o Marcelo Freixo (acho muito difícil ele deixar de disputar uma vaga para deputado que aumentará a bancada do partido), além do candidato da Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva que está em 2º lugar na disputa presidencial. Essas 3 candidaturas jogariam o nome de Pezão mais para baixo.

Ficaria Cabral então na possibilidade de lançar o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. O problema que se antes poderia usar como vitrine as UPPs, hoje a oposição a Cabral certamente mostraria as várias imagens de uma polícia despreparada como visto nas recentes manifestações.

Popularidade de Cabral cai 25% e de Eduardo Paes 20%

E se antes Cabral era um super cabo eleitoral, hoje ele pode ajudar a tirar votos. No último Datafolha, em 2010, Cabral tinha 55% de Ótimo+Bom, hoje são 25%. Eram 12% de Ruim+Péssimo, hoje 36%. Fica bem mais complicado a aliança com os partidos e tentar acabar com uma candidatura como a de Lindbergh ou mesmo de Romário.

Avaliação do Governador Sergio Cabral

E também não é bom contar com o apoio do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), o próprio viu um derretimento em sua popularidade. Na última pesquisa Datafolha, em agosto de 2012, 50% dos cariocas diziam que o governo Paes era Ótimo ou Bom, mas nesta eram 30%. Enquanto o Ruim+Péssimo subiu de 12% para 33%.

Avaliação do Prefeito Eduardo Paes

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui