Eleitores de Lula e Bolsonaro se envolvem em briga durante apuração dos votos na Tijuca

Relatos, divulgados nas redes sociais, afirmam que apoiadores de Jair ficaram incômodos com a comemoração dos petistas e iniciaram os ataques. Nas imagens é possível notar pessoas usando pedras, paus e bombas como arma

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Na noite de domingo, (02/09), eleitores de Jair Bolsonaro (PL) e Luís Inácio Lula da Silva (PT) se exaltaram durante a apuração dos votos e houve conflito entre os grupos na Praça Xavier de Brito, na Tijuca, Zona Norte do Rio. Segundo informações divulgadas nas redes sociais, a briga começou após o candidato, e ex-presidente, Lula ultrapassar Bolsonaro, candidato e atual presidente, no número de votos.

Apoiadores de Jair, que estavam em um bar na região, não gostaram da comemoração dos petistas e a pancadaria começou. Um morador que estava no local filmou parte da briga e divulgou nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver algumas pessoas usando paus, pedras e alguns até atirando bombas.

A Polícia Militar informou que os agentes foram acionados no local e dispersaram a confusão. Ainda segundo a PM, ninguém foi preso ou levado até a delegacia para prestar esclarecimentos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Eleitores de Lula e Bolsonaro se envolvem em briga durante apuração dos votos na Tijuca
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Então vamos aos FATOS e vamos ouvir quem ESTAVA lá!?

    Tudo começou quando Lula ultrapassou Bolsonaro. Havia “torcedores” dos dois lados acompanhando a apuração no Bar do Pavão (e ambos os lados estavam se suportando até então) até que os “torcedores” de Lula começaram a proferir ofensas, deboches e xingamentos contra a outra torcida. Óbvio, ninguém tem sangue de barata, ainda mais com umas cervejas na cabeça. Iniciou-se então aquele jogo de empurra, discussão acalorada e um princípio de pancadaria que logo foi dissolvido.

    Independente de “lado” eu acho que as pessoas estão perdendo a noção da realidade, do senso de humanidade e respeito à opinião alheia. Aqueles que pregam pela democracia são os primeiros a querer impôr seus ideais. As pessoas têm que entender que não há lado certo ou errado. Existem idéias e propostas de ambos que são, ou boas, ou ruins, e que, segundo Nélson Rodrigues “toda unanimidade é burra!”

    Será que um dia aprenderemos a viver harmoniosamente como cidadãos?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui