Em 2023, mais de 11 mil animais foram vítimas de maus-tratos no Rio

Crimes mais comuns são falta de alimentação, espancamento, morte por envenenamento e exploração do trabalho. Números certamente são subnotificados

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Cachorros, gatos e cavalos foram os animais mais vitimados/ Divulgação: PCGO

Um levantamento divulgado pelo programa Linha Verde, do Disque Denúncia, mostrou a realidade dramática dos animais no território fluminense. Segundo o programa, somente em 2023, foram realizadas 11.593 denúncias de maus-tratos contra os bichos, sendo 6.627 destas apenas na capital fluminense.

Cachorros, gatos e cavalos são os animais mais massacrados. O melhor amigo do homem é vítima contumaz de espancamento, abandono e falta de alimentação. Os felinos, também passam fome, além de não terem acesso à higiene e serem mortos de forma torturante com chumbinho. Os cavalos, por sua vez, são implacavelmente submetidos a longas jornadas de trabalho, independentemente das condições do tempo, carregando carga excessiva. As tradicionais e cruéis rinhas de galo também são motivo de denúncias, de acordo com o Disque Denúncia.

No ano passado, a notificação de abandono de animais domésticos chegou a 1.208 denúncias. Relatos de maus-tratos contra patos, marrecos, galinhas, gaviões, cavalos, macacos e outros animais silvestres também foram registrados.

Os bairros com maior incidência de abando foram Campo Grande (629), Centro (354), Jacarepaguá (252), Realengo (249) e Bangu (248).

Advertisement

Leia também

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Vídeo: Raio atinge Cristo Redentor durante registro de visitante

O Linha Verde também identificou os municípios com o maior número de casos de maus-tratos: Nova Iguaçu (784), São Gonçalo (578), Duque de Caxias (571), Niterói (470) e São João de Meriti (287).

Outros crimes ambientais também foram registrados pelo programa, com a guarda e comércio de animais silvestres registrando 1.273 casos. Aproximadamente 500 dos animais foram resgatados de cativeiros, e 152 gaiolas foram apreendidas. O Linha Verde recebeu ainda 176 notificações de caça ilegal e 51 de pesca irregular.

Poluição do ar (1.612), extração irregular de árvores (1.475) e desmatamento florestal (1.101) também foram notificados ao Governo do Estado, que destaca a subnotificação dos crimes, especialmente os praticados contra animais.

As denúncias podem ser feitas pelo 0300-253-1177 (custo de ligação local) ou (21) 2253-1177.

Informações: O DIA

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Em 2023, mais de 11 mil animais foram vítimas de maus-tratos no Rio

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui