Em Cabo Frio, Marcelo Freixo destaca o aumento da violência na Região do Lagos e no Norte Fluminense

"Para resolver isso, nós vamos agir no governo estadual com dois braços: um braço policial e outro social", disse Marcelo Freixo

Marcelo Freixo (PSB) conversa com a população em visita a Cabo Frio / Divulgação

O deputado federal e candidato ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo (PSB), participou, na manhã desta quarta-feira (14), de uma caminhada pelo centro de Cabo Frio, na Região dos Lagos, onde conversou com representantes de guias turísticos e da associação comercial local e dos quais recebeu documento com propostas destinado ao fortalecimento das atividades turísticas e comerciais em todo o Estado do Rio.  

Na ocasião, o candidato socialista lembrou que as belezas naturais do Rio são um grande diferencial para o desenvolvimento da economia fluminense, mas o seu potencial de exploração responsável está travado por falta de articulação político-social.  

“O Rio possui belezas naturais únicas que permitem uma competitividade diferenciada no cenário turístico nacional e internacional. O novo papel do Governo do Estado será articular atores públicos e privados para destravar esse potencial. Os investimentos públicos, diretos ou por meio de concessões e parcerias, serão voltados para garantir um ambiente favorável para geração de emprego e renda. Vamos acabar com a violência e melhorar a qualidade de vida e competitividade da economia fluminense,” disse Marcelo Freixo.

O socialista falou ainda sobre o aumento da violência urbana, na Região dos Lagos e no Norte Fluminense, fator que afeta a atração de investimentos e a consolidação dos mercados de trabalho regionais. Para Freixo, tal contexto deve ser enfrentado como um “braço policial” e outro “social”. Sem os dois movimentos concomitantes, segundo o deputado, a sociedade tende a não solucionar a degradação provocada pela violência.

“A violência aumentou demais em Cabo Frio e em toda a região dos Lagos. Antes a violência era uma preocupação maior na Região Metropolitana, mas hoje quem mora em Campos, Macaé, Angra, na Região dos Lagos também está sofrendo. As famílias vivem com medo, e a violência também atinge o turismo e, portanto o emprego em nosso estado. Para resolver isso, nós vamos agir no governo estadual com dois braços: um braço policial, para enfrentar o crime organizado e colocar bandido na cadeia e o outro social, com educação de tempo integral, recuperação dos CIEPs, investimento em formação técnica e formação para a geração de emprego. Nosso governo será o governo da educação e do combate ao crime,” explicou o candidato

Também compareceram à caminhada o candidato a deputado federal Lindbergh Farias (PT) e o candidato a deputado estadual Leandro Cunha (PSB).

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui