Em caminhada na Tijuca, Rodrigo Neves critica a atual política de Segurança Pública do Estado do Rio

“São ações improvisadas em favelas, que têm produzido matanças, inclusive de crianças e inocentes. Não há planejamento e estratégia, e isso coloca em risco policiais e moradores”, disse Neves

Rodrigo Neves durante visita ao tradicional bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio / Foto: Alex Ramos

Em caminhada pelo tradicional bairro da Tijuca, na Zona Norte da cidade, nesta terça-feira (20), Rodrigo Neves (PDT), o candidato a governador do Estado do Rio de Janeiro, abordou um tema sensível para a região e para cidade: a violência urbana.

“A Tijuca é um bairro tradicional do Rio, um bairro de classe média, e vem sofrendo com a violência urbana. Minha prioridade vai ser colocar uma polícia bem treinada, com policiamento ostensivo nas ruas, porque atualmente não há lugar e horário para assalto na cidade do Rio e na Região Metropolitana: a qualquer hora e em qualquer lugar as pessoas estão sendo assaltadas. Vamos investir em inteligência, construir Centros Integrados de Segurança Pública nos maiores bairros da cidade do Rio e nas cidades-polo do Estado”, disse Rodrigo Neves.

Em conversa com populares e admiradores, na Praça Saens Peña, Neves criticou as operações policiais da atual gestão do Estado. Para ele, a política de Segurança Pública aplicada atualmente gera um elevado número de mortos e não atinge resultados consistentes.

“São ações improvisadas em favelas, que têm produzido matanças, inclusive de crianças e inocentes. Não há planejamento e estratégia, e isso coloca em risco policiais e moradores”, afirmou Rodrigo Neves, para quem a má condução da área não resulta da crise financeira, a pasta conta com R$93 bilhões em orçamento. Segundo ele, o governo não funcionaria para a população do Estado do Rio.

Participaram da caminhada com Rodrigo Neves: a deputada estadual e delegada Martha Rocha (PDT), e o candidato a deputado federal, Orlando Zaccone (PDT).   

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui