Em comemoração ao Dia Nacional de Samba, Banco de Partituras Memória do Cavaquinho Brasileiro lança site

Mesmo com a popularidade do instrumento, não é tão fácil encontrar as melodias feitas para cavaquinho grafadas em partitura.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Músico Jayme Vignoli mostrando algumas partituras dos shows (Foto: Francisco Bali)

No próximo dia 15 de dezembro, a partir das 18 horas, será lançado o site do Banco de Partituras Memória do Cavaquinho, no Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca, zona Norte do Rio de Janeiro. Com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro através do Programa de Fomento Carioca – FOCA, o objetivo é ter um espaço referência quando o assunto for o cavaquinho brasileiro. 

Segundo Pedro Cantalice, idealizador do projeto, a ideia é fomentar informações sobre o cavaquinho e sua história dentro da música popular brasileira. “O que queremos é reunir os músicos, divulgar seus trabalhos, pesquisar, aprender e desenvolver melhores condições artísticas e profissionais para o nosso nicho. Não se engane, o Brasil é um país que tem muita memória e se depender da gente sempre será viva”, afirma. 

Pedro lembra ainda que, desde o início do projeto sempre houve uma demanda muito grande por partituras de diversos ritmos musicais em que o cavaquinho pode ser usado. “Nesse sentido eu mesmo transcrevi algumas obras, mais do que isso, recebia frequentemente mensagens de seguidores do trabalho, em que enviavam partituras de algumas músicas como forma de colaboração. A carência de partituras era tão grande que teve um professor de uma escola de música de São Paulo que propôs aos seus alunos que transcrevessem as músicas do canal como forma de avaliação, ampliando assim o número de material escrito para o cavaquinho”, exemplifica. 

O cavaquinho é um instrumento que tem uma diversidade de modelos espalhados em várias partes do mundo, Portugal, Cabo Verde, Indonésia e Havaí, e, consequentemente, tem diversos sotaques, mas no Brasil se faz presente na música popular desde os primórdios e é parte da tradição do nosso povo. “Com um som brilhante e muito carismático, o pequeno cordofone tem em sua trajetória geniais intérpretes que desenvolveram novas formas de tocar, e criaram/criam muitas obras primas musicais, algumas são consideradas ‘hinos’ da nossa cultura. O que dizer de Brasileirinho, de Waldir Azevedo?”, questiona Pedro.  

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Ainda segundo o idealizador, mesmo com a popularidade do instrumento, não é tão fácil encontrar as melodias feitas para cavaquinho grafadas em partitura. “Por ter sua aprendizagem historicamente relacionada à tradição oral, muitos músicos que se dedicam ao cavaquinho acabam não estudando a escrita musical tradicional, com isso, por vezes, suas músicas não são tocadas, ou até mesmo ficam perdidas por falta de registro musicográfico”, explica. 

O Banco de Partituras Memória do Cavaquinho Brasileiro, nasce com a proposta de contribuir para a literatura do instrumento, no sentido de transcrever e divulgar obras musicais de mestres do cavaquinho de diferentes gerações, desde o século XIX até as mais atuais. No modelo de portal na web, o Banco, além disso, contará com perfis biográficos, trabalhos realizados sobre o cavaquinho, links para vídeos, entrevistas e muito mais. “A ideia é que seja um movimento coletivo, onde qualquer pessoa possa colaborar para ampliar nossas atividades”, aponta Cantalice.

SERVIÇO:

Lançamento do Site Memória do Cavaquinho Brasileiro

Dia 15 de dezembro, às 18h

Centro da Música Carioca Artur da Távola

Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca, Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Em comemoração ao Dia Nacional de Samba, Banco de Partituras Memória do Cavaquinho Brasileiro lança site

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Em comemoração ao Dia Nacional de Samba, Banco de Partituras Memória do Cavaquinho Brasileiro lança site
Renata Granchi
Renata Granchi é jornalista e publicitária com mestrado em psicologia. Passou pela TV Manchete, TV Globo, Record TV, TV Escola e Jornal do Brasil. Escreveu dois livros didáticos e atualmente é diretora do Diário do Rio. Em paralelo, presta consultoria em comunicação e marketing para empresas do trade.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui