Em menos de dois dias, Corpo de Bombeiros foi acionado para mais de 600 ocorrências de fogo em vegetação

Para o trabalho intenso de combate às chamas, o Corpo de Bombeiros tem mobilizado equipes em escala extra para os atendimentos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Incêndio atinge mata no Morro da Coroa, em Santa Teresa / Reprodução

A falta de umidade, a soltura de balões e a vegetação seca são elementos de uma combinação preocupante em relação às queimadas. Desde o início da quinta-feira até a tarde de sexta, o Corpo de Bombeiros foi acionado para 630 ocorrências de fogo em vegetação em todo o estado.

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, nesta quinta-feira a umidade relativa do ar estava abaixo de 20%, nível considerado de alerta pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Irajá, a umidade relativa do ar chegou a 17,5%, 18,4% em São Cristóvão e 19,2% na Barra da Tijuca.

Para o trabalho intenso de combate às chamas, o Corpo de Bombeiros tem mobilizado equipes em escala extra para os atendimentos.

  • No primeiro semestre de 2023, de janeiro até o fim de junho, foram 3.916 ocorrências de fogo em mata. Apenas em junho foram 1.347. Já no primeiro semestre do ano passado foram 4.308, e em junho, 642 ocorrências. No mesmo período de tempo, em 2021, foram 6.288 ocorrências, dos quais 546 apenas em junho.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Em menos de dois dias, Corpo de Bombeiros foi acionado para mais de 600 ocorrências de fogo em vegetação
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui