Eduardo Paes sugere internar usuários de crack compulsoriamente

Foto: Divulgação Governo do Estado

Usuários de crack podem ter internação compulsória autorizada pela Prefeitura do Rio. A polêmica medida foi sugerida por Eduardo Paes (PSD), nesta terça-feira (27/12), durante uma coletiva de imprensa para a apresentação dos resultados de 2022, no Palácio da Cidade, em Botafogo, Zona Sul.

Eduardo Paes reconheceu que a medida é controversa. Mas segundo ele, a ação estaria apoiada nas atuações da Secretaria Municipal de Assistência Social – no âmbito da saúde com os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) -, e na Secretaria de Ordem Pública (Seop), com a repressão.

Para o prefeito é necessário agir para que o Rio não fique como São Paulo, que conta com mais de 2.000 dependentes químicos espalhados pelas ruas da cidade. No Rio já há cracolândias em pontos, como Maracanã, Madureira, e entre os bairros Maria da Graça e Del Castilho. A Avenida Brasil, no entanto, é um dos pontos considerados mais críticos da capital fluminense.

Ainda a coletiva, Eduardo Paes, o prefeito do Rio adiantou que a tarifa da passagem dos ônibus na cidade pode sofrer um reajuste, passando para R$ 4,20 ou R$ 4,30. Atualmente, o valor da tarifa é de R$ 4,05. Paes sinalizou: “Estamos analisando qual será o melhor caminho”, ele completou.

“Estou pensando ainda. (Mas), posso aumentar a passagem de ônibus. Não sei o valor ainda se será de R$ 4,20 ou R$ 4,30. Se eu aplicar o IPCA será de R$ 4,30. Se eu aplicar a fórmula paramétrica (o valor da passagem) vai lá na lua “, afirmou Paes.

A prefeitura aumentou o valor da remuneração destinada às empresas de ônibus do município. Pela medida, já publicada no Diário Oficial do município, o valor da tarifa a ser paga às concessionárias será de R$ 6,20. O executivo municipal também mudou o indicador de Receita por Quilômetro (IRK), que passa a ser fixado em R$ 9,17.

Advertisement

10 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse Bolsonaro propondo isso, o mundo estaria acabando, chanando ele de insensível, genocida, ditador, enfim dizendo que essa atitude fere os principios da humanidade.
    Mas como a atitude vem da esquerdalha corrupta, nada de reclamar…tudo é coerente e tolerável. Hipócritas imbecis.

  2. Já passou da hora de isso ocorrer. O que não falta é cracolandias e cracudos pela cidade. Já que a polícia não faz a parte dela de coibir o tráfico, é o que resta a prefeitura fazer.

  3. Enfim!!!!
    Não dá pra andar pelas ruas, turistas ou moradores, sem ser ameaçado por um “usuário” de drogas. Se eles não têm discernimento para gerir suas vidas, como poderão definir se querem ou não ser tratados? Bola prá frente prefeito.

  4. Mudou Paes? Recado para os assessores: deem uns conselhos antes de deixa-lo agir…Se o prefeito quer mesmo ser aliado “do peito” do novo presidente, essa política vai frontalmente contra a logica da esquerda nesse tema. A sociedade já se esgotou no bla-bla-bla e nas tiradas para a torcida. Neste caso em particular, e evidente que está querendo agradar setores hoteleiros e de viagens assim como uma satisfação para os turistas que chegam a cidade e terão o choque de realidade de a cada esquina, bar ou café ser abordados moradores de rua, desalojados e outros que tem o crack e a bebida como fuga para aceitar a realidade em que vivem. Sempre se discute o efeito, o consumidor da droga na rua…mas não a causa, que é COMO A DROGA CHEGA A RUA

  5. Concordo com o Fernando e o Prefeito,pois todos se tornaram reféns dos viciados,que não querem sair das ruas e do vicio e roubam o que encontram pela frente para se sustentarem no vício.

  6. Essa medida já deveria ter sido tomada a MUITO tempo, pois nossas autoridades fazem de conta que não enxergam problemas que com o tempo e inoperância só tendem a se agravarem. Quanto ao tão propalado “argumento” que o viciado tem que “querer” se tratar usado pelos que vivem no mundinho de Alice e nada fazem para mudar essa situação caótica, primeiro vem o direito dos que não tem nada com o vício dos outros, pois tem o legítimo direito de ir e vir de suas residências/trabalhos com segurança e paz e…DEPOIS… o “direito” dos viciados, JAMAIS o contrário. Agora, tem que punir exemplarmente os traficantes, não esse faz de conta atual. Também é preciso fazer uma internação/tratamento que vise a recuperação do viciado e não apenas uma prisão dos que ficarão “esquecidos” da sociedade.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui