Em visita a Campos e Macaé, Freixo elogia universidades e promete investir na exploração de petróleo e gás

“Nós vamos reerguer a indústria naval e fortalecer a exploração do petróleo e gás, gerando emprego na região", disse Freixo em Macaé

Marcelo Freixo em vista ao norte fluminense/Divulgação

O Norte Fluminense do Rio de Janeiro recebeu, nesta quarta-feira (14), o candidato ao Governo do Estado, Marcelo Freixo (PSB), em mais um ato de sua campanha. Freixo visitou os municípios de Macaé e Campos dos Goytacazes, onde conversou com populares sobre as suas propostas de geração de empregos e desenvolvimento econômico regional.

A primeira cidade a ser visitada pelo socialista foi Macaé, também conhecida como Princesinha do Atlântico por concentrar generosas reservas de petróleo em seu território. Durante a passagem, Marcelo Freixo retomou a pauta da recuperação da indústria naval fluminense, com enfoque especial no incremento da exploração do petróleo e do gás natural.

“Nós vamos reerguer a indústria naval e fortalecer a exploração do petróleo e gás, gerando emprego na região. Faremos isso junto com o presidente Lula, retomando os investimentos da Petrobras no Rio de Janeiro. Nós produzimos 80% do petróleo nacional, mas refinamos apenas 11%. Vamos virar esse jogo e fazer com que essa riqueza fique aqui e melhore a vida das pessoas daqui,” prometeu o candidato do PSB.

Outra pauta destacada pelo candidato foi a geração de energia limpa com base da arrecadação de recursos provenientes da exploração e do refino do petróleo, destacando o interesse europeu em investir no Brasil nas atividades relacionadas ao segmento.

 “O Rio de Janeiro tem um potencial enorme para atrair investimentos através do mercado de carbono, explorando fontes de energia não poluentes. Hoje países como Alemanha e Dinamarca querem investir no Brasil, mas falta liderança e políticas públicas”, explicou.

Em visita a Campos, Marcelo Freixo destacou a relevância do Porto de Açu para o desenvolvimento regional. Outro ponto destacado foi a excelência do ensino superior campista, que não receberia a devida consideração por parte do Estado. Segundo ele, as unidades educacionais poderiam ter um papel fundamental na alavancam econômica do norte fluminense.

 “Vamos retomar os investimentos em infraestrutura para criar postos de trabalho. O Porto do Açu é essencial para isso, mas um dos principais problemas é termos um governo corrupto. Tem que parar de roubar e usar esse dinheiro, que está indo para o ralo, para melhorar a vida das pessoas e para desenvolver o interior do Estado. Campos tem universidades excelentes. Tem o IFF, tem a UENF, o potencial da região é enorme. Vamos gerar oportunidades no interior”, afirmou Marcelo Freixo.

Durante a visita, o deputado federal tocou, de forma insistente, na questão da corrupção no Governo do Estado. Ele culpou tal prática pelas dificuldades pelas quais o Rio de Janeiro vem passando há anos, além de destacar que a violência urbana e o domínio territorial por grupos de foras da lei contribuem para afastar investimentos.

 “A segurança pública deve ter dois braços. O braço policial e o social. Hoje o governo usa somente um braço e usa muito mal. Nós vamos equipar e valorizar a polícia para botar bandido na cadeia. E vamos criar o Bairro Prosperidade, que serão espaços nas áreas mais pobres para dar qualificação profissional e oferecer atividades esportivas e culturais para que as famílias tenham mais oportunidades”, finalizou.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. O rapaz nunca colocou o pé na fábrica.
    Não sabe nem o que é onshore, offshore, nunca participou de nada relacionado ao petróleo, gás, energia, indústria naval. Será que ele sabe o que é um navio graneleiro, petroleiro? Panamax, suezmax, porta-contêiner, navios Ro-Ro, navios para cargas vivas, navios frigoríficos, navio tanque?, e por ai vai. O Porto do açu, criado lá atrás das ideias de Eike Batista vai muito bem obrigado, é empresa privada. Isso ele não enetende, ele sabe o que é público, que é onde a sua turma dependura. Vai enganar outro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui