Em visita oficial aos EUA, Cláudio Castro se reúne com 30 investidores internacionais no Conselho das Américas

O COA é integrado por mais de 215 membros. Sua atuação está baseada no respeito ao Estado de Direito, à democracia e ao livre mercado

Cláudio Castro durante reunião com integrantes do Conselho das Américas / Divulgação

Em visita aos Estados Unidos, o governador Cláudio Castro (PL) apresentou, nesta quarta-feira (18), aos membros do Conselho das Américas (COA) as diversas oportunidades de negócios que empreendedores estrangeiros podem fechar no Estado do Rio de Janeiro. Castro, que está em missão governamental em Nova Iorque há três dias, se reuniu com 30 investidores internacionais.

Durante o encontro, Cláudio Castro destacou que o Rio reconquistou o caminho da prosperidade e a sua credibilidade, graças aos esforços do Governo do Estado na restruturação das finanças fluminenses.

“É uma honra ser convidado para expor um pouco dos avanços do Estado do Rio, que passou nos últimos dois anos por um processo de reconstrução da sua imagem e da sua economia. Hoje, o Rio de Janeiro está de volta ao caminho da prosperidade e com a sua credibilidade mundial recuperada. Por isso, é importante estarmos, aqui, dialogando com empresas que representam grande parte dos investimentos privados dos Estados Unidos para a América Latina,” afirmou o governador.

Na reunião, o governador do Rio adiantou que mais de R$ 100 bilhões em investimentos privados e públicos foram aplicados no Estado, sede do Porto de Açu que, em 2021, inaugurou a primeira usina termelétrica e contará com a segunda até 2025. O Porto de Açu é o maior empreendimento privado da América Latina.

Os participantes ouviram do do secretário de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Vinicius Farah (União Brasil), que Estado retomou o crescimento econômico, tendo a economia fluminense registrado um desempenho acima do período pré-pandemia, com acréscimo de 4,1% no Produto Interno Bruto (PIB), em 2021.

“Tivemos como destaque a construção civil, com crescimento de 6,7%, consequência dos recursos aplicados em infraestrutura, viabilizados a partir da concessão dos serviços de saneamento. A indústria de transformação também se destacou: aumentou 6,2%. O setor de serviços, fortemente impactado pela pandemia, foi outro segmento que também fechou com taxa positiva: + 4,4%,” disse o secretario.

Em sua exposição, o vice-governador Thiago Pampolha (União Brasil), elencou as vantagens de investimento no Rio de Janeiro que, atualmente, é 2º maior estado brasileiro em exportações e o 3º em importações. De acordo com o vice-governador, somente em 2022, o Rio apresentou um superávit de US$ 18,9 bilhões no comércio exterior, o dobro de 2021.

“O Rio de Janeiro fica a menos de quatro horas das principais capitais da América do Sul e tem, em um raio de 500 quilômetros, 40% de todo o mercado consumidor do Brasil, além de grande malha ferroviária, portos e aeroportos para o incremento de importações e exportações,” ressaltou Pampolha.

O Conselho das Américas é integrado por mais de 215 membros ligados a empresas internacionais de diversos setores cujos objetivos são voltados para desenvolvimento econômico e social, baseados no respeito ao Estado de Direito, à democracia e ao livre mercado.

“Foi um prazer receber o governador Cláudio Castro e sua comitiva para ouvir sobre a transformação do Rio de Janeiro, sua agenda de investimentos e os planos de negócios disponíveis para os empresários,” declarou a presidente e CEO do Conselho das Américas, Susan Segal.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui