Empresa de logística Braspress sofre ataque hacker e sofre perdas operacionais

Grupo que opera o ransomware Akira seria o suspeito de realizar o ataque, mas até agora não assumiu a autoria do crime. Empresa de logística atua no mercado nacional há 47 anos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Reprodução: Internet

Especializada no transporte de cargas fracionadas e prestando atendimento em todo o território nacional, a Braspress foi vítima de um ataque cibernético em seu data center. O crime, que aconteceu no último domingo, dia 7 de julho, prejudicou o funcionamento de 280 servidores. A companhia é uma das maiores e mais tradicionais do ramo de logística e tem nove mil colaboradores em seus quadros funcionais, além de operar quase 3 mil caminhões, que servem a 114 filiais distribuídas pelo Brasil.

No site da empresa consta apenas um comunicado sobre o ataque hacker que prejudicou as operações do grupo cujo sistema foi retirado do ar, assim que foi identificado. No informe, a empresa esclarece que as equipes ligadas à área digital estão trabalhando arduamente para recuperar os ambientes criptografados.

Ataque Brasspress Empresa de logística Braspress sofre ataque hacker e sofre perdas operacionais

O site Ciso Advisor afirmou que fontes próximas à empresa teriam informado que há suspeitas de que o ataque teria sido executado pelo grupo que opera o ransomware Akira. O grupo, não entanto, ainda não publicou o nome da Braspress no seu site de vazamentos na dark web.

Advertisement

Nas redes sociais da operadora de logística, especialmente no X/Twitter, constam avisos sobre a impossibilidade de acesso ao sistema de rastreamento de encomendas e atrasos nas entregas, “mesmo sem conhecimento de que um acontecimento esteja relacionado ao outro”, segundo o Ciso Advisor.

No LInkedin, o presidente da empresa, Urubatan Helou, veiculou uma nota na qual revela que a Braspress está sendo chantageada pelos hackers para ter os seus dados de volta. Helou destacou que o “estrago foi muito grande” e que o conserto, se houver, levará muitos anos. A baixo, a publicação do presidente da Braspress:

“Amigos estamos trabalhando arduamente. Os hakers abriram uma sala de negociação e não vou negociar. Não dou $$$$ para bandido. Fizeram um grande estrago em nosso banco de dados e nos 280 servidores. Espero ir lentamente, com nosso time de T.I, fazendo as operações irem retornando lentamente. O estrago foi muito grande que se tiver conserto levará alguns anos. Já acionei a delegacia cibernética e estamos trabalhando com nosso time interno. Uma fração importante que construí ao longo dos 47 anos de fundação da BRASPRESS está sendo subtraída. Aos 74 anos não me curvarei a bandidos, tenho a solidariedade da minha família e do meu time, e estou certo que o mal não vencerá o bem”.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Empresa de logística Braspress sofre ataque hacker e sofre perdas operacionais
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui