Empresário Jorge Paulo Lemann quer vender sua participação nas escolas pH, Pensi e Elite

O fundo do qual o empresário participa planeja vender sua fatia de 55% do Grupo Salta, que detém mais de 190 escolas pelo Brasil

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Unidade do PH na Barra da Tijuca (Foto: Divulgação)

O Gera Capital, fundo cujos sócios incluem Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles, que são importantes acionistas da Americanas, está planejando deixar o Grupo Salta, anteriormente conhecido como Grupo Eleva Educação. O Grupo Salta é proprietário de várias redes de escolas, como pH, Pensi e Elite, totalizando mais de 190 escolas e atendendo a mais de 120 mil alunos no Brasil. O objetivo é vender, em duas etapas, sua fatia de 55%. A informação é do jornal “O Globo”.

A decisão de venda tem dois principais motivos: um deles é de natureza financeira e o outro seria o foco em uma oferta pública de ações (IPO – sigla em inglês). O grupo tem um valor estimado em R$ 3,2 bilhões, mas enfrenta um endividamento de aproximadamente R$ 1 bilhão. No ano passado, vendeu a rede Eleva por R$ 2 bilhões para a Inspired, mas encerrou o período com um prejuízo de R$ 43,26 milhões.

Já em relação à oferta pública de ações no futuro, o grupo vinha se preparando, desde o ano de 2021, para essa operação, mas acabou adiando o projeto. Nesse período, vendeu o negócio de sistemas de ensino e adquiriu 45 escolas da Saber, que é uma unidade de soluções educacionais da Cogna Educação.

O grupo enfrenta alguns obstáculos em seus planos de expansão e para abrir seu capital na Bolsa de Valores. Uma das razões para isso é a participação de Jorge Paulo Lemann. O mercado, atualmente, demonstra cautela ao considerar qualquer movimentação envolvendo empresas vinculadas a esse bilionário, devido à recente crise financeira que afetou a Americanas e às dificuldades na concessão de crédito pelos bancos.

Advertisement

Antes de pensar em substituir o Gera Capital no Grupo Salta, eles tentaram fazer uma parceria com o Grupo SEB, do empresário Chaim Zaher. No entanto, essa negociação não avançou muito, e o Grupo SEB está se preparando para abrir seu capital, mas apenas para algumas partes específicas do negócio, como as Escolas SEB/AZ, e não para todas as suas marcas.

Outro grupo que está seguindo nessa direção é a Inspira Rede de Educadores, que tem muitas escolas de educação básica privada sob seu controle. Eles estão buscando novos investidores para crescer através de fusões e aquisições, e as negociações estão avançadas, com o Advent liderando o processo, embora haja outros interessados também.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Empresário Jorge Paulo Lemann quer vender sua participação nas escolas pH, Pensi e Elite
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui