Emusa Niterói nomeia políticos que não foram eleitos

Em pesquisa feita através do Diário Oficial de Niterói é possível encontrar nomes de candidatos a cargos públicos que perderam as eleições

Com folha de pagamento oculta, a Emusa (Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento de Niterói) vem nomeando nos últimos anos políticos que saíram derrotados das eleições.

Dona de um orçamento de mais de R$ 400 milhões, a empresa responsável pelas obras da cidade de Niterói não publica a folha de pagamento dos funcionários desde 2019, infringindo o princípio constitucional da Publicidade e da Lei da Transparência e de Acesso à Informação.

Em pesquisa feita através do Diário Oficial de Niterói é possível encontrar nomes de candidatos a cargos públicos que perderam as eleições, como é o caso de Adriana Marins Leal Ferreira, candidata a vereadora de Itaboraí pelo PC do B com pouco mais de 40 votos nas eleições de 2020. Adriana foi nomeada através da portaria nª 345/2022 para função de assessoramento técnico-9.

Outro caso é o de Valéria Cristina Tavares do Amaral, candidata a vereadora em Araruama nas eleições de 2020 pelo PSD, foi nomeada na Emusa com um cargo de assessoramento técnico-2. Tendo conquistado 848 votos, atualmente é suplente.

A lista de nomeados também conta com ex vereadores da cidade. Ricardo Evangelista, que não alcançou a reeleição no último pleito, foi nomeado pela empresa em agosto de 2021.

Devido à falta de transparência da empresa não é possível descobrir o salário dos comissionados, tão pouco se ainda fazem parte do quadro de funcionários da Emusa.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Enviei um e-mail à redação com informações adicionais sobre as graves consequências da péssima gestão da Emusa. Favor atentarem para meu e-mail.

    Grato.

    Barros

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui