Entenda a dinâmica da restrição de caminhões na Avenida Brasil a partir de março

A restrição na pista central abrangerá aproximadamente 14 quilômetros

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação/Prefeitura

A partir do dia 16 de março, a circulação de caminhões será restringida em determinados trechos da Avenida Brasil, devido à implementação de medidas para evitar congestionamentos em horários específicos. A via tem um volume diário médio de aproximadamente 200 mil veículos, especialmente no trecho mais movimentado, que vai de Parada de Lucas ao Caju, na Zona Norte.

Durante o pico da manhã, entre 6h e 9h, no sentido Centro, os caminhões e carretas, considerando sua equivalência com veículos de passeio, representam 32% do fluxo de automóveis. No período da tarde, entre 16h e 19h, esse percentual é de 26,5%.

As restrições serão aplicadas em diferentes trechos e horários:

Advertisement
  • Na pista central, em ambos os sentidos, entre Irajá e Caju, todos os dias, das 4h às 22h.
  • Na pista lateral no sentido Centro, entre Irajá e Caju, nos dias úteis, das 5h às 9h.
  • Na pista lateral no sentido Santa Cruz, entre Caju e Ramos, nos dias úteis, das 16h às 20h.

A extensão total da Avenida Brasil é de cerca de 55 quilômetros em cada sentido. A restrição na pista central abrangerá aproximadamente 14 quilômetros. Quanto às pistas laterais, onde as restrições serão aplicadas apenas nos dias úteis, a restrição no sentido Santa Cruz será em um trecho de aproximadamente 6 quilômetros, enquanto no sentido Centro, o trecho restrito terá cerca de 14 quilômetros.

Essas restrições foram decididas com base em estudos de fluxo de tráfego na Avenida Brasil, considerando a participação dos caminhões e suas características de circulação, bem como dados sobre ocorrências que impactam o trânsito e exigem mais tempo para resolução quando envolvem veículos de maior porte.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Entenda a dinâmica da restrição de caminhões na Avenida Brasil a partir de março
Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. sobre assaltos a caminhões de carga ,isso será um prato cheio,pois os motoristas trafegam pelo meio para diminuir as ações dos bandidos. mas e claro que agora vocês devem falar que a segurança não e com vocês , não e mesmo.
    mas se os empresários e profissionais quiserem eles . vão fazer eles desligarem o botão do qsf . se isso vai aumentar os gastos e esforços dos que abastecem o centro e sul, tijuca São Cristóvão. hoje levamos até 2 horas para chegarmos no destino ,e 1.30 HS para voltar com a nova regra sendo bem otimista 30 porcento a mais.mas e claro que imbecil tem em qualquer proficao ou área. até no comando de cidades ,estados , países, até nos os mais burros,conhecemos a teoria do caos.????????? quem serão os donos das empresas que lucrarao com mais essas demandas criadas
    no final o criador das vacinas antivírus,,,,,,,,, serão os heróis ,pelo menos para os divulgadores.

  2. Eu achei muito limitante. Talvez pudesse ser restrito somente nos horários de maior movimento. Como começos da manhã da tarde e da noite. Que coincidem com os horários de entrada e saída de muitos trabalhos e escolas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui