Entregador de delivery é xingado e agredido fisicamente, em São Conrado

Nas imagens gravadas por testemunhas, Sandra Mathias, que é ex-jogadora de vôlei, dá um soco em Max e o agarra pela roupa

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Sandra Mathias parte para cima de Max Angelo, que descansava com outros entregadores / Reprodução: Redes Sociais

Uma moradora de São Conrado, na Zona Sul da cidade, foi filmada ao atacar física e verbalmente, o entregador de aplicativo de delivery Max Angelo dos Santos, no domingo (9).

Nas imagens gravadas por testemunhas do incidente, Sandra Mathias, que é nutricionista e ex-jogadora de vôlei, dá um soco em Max e o agarra pela roupa. O entregador se esquiva, e Sandra grita:  Tu (sic) não vai embora não, filho da p…”.   

Mas a confusão não parou por aí. Sandra, que também é dona de uma escola de vôlei de praia no Leblon, tira a guia de um cachorro para atacar Max Angelo, que diz: “Teu caô não é comigo, não. Tu vai me agredir? Vai me agredir?”. Na sequência, Sandra Mathias pergunta: “Não é contigo, não?”, atingindo com a coleira o entregador, que foge e lhe pede: “Tira a mão de mim mulher”. Testemunhas gritaram para o entregador, que é negro, se afastar para não cair na provocação da ex-atleta.

Sandra Mathias, de acordo com relatos nas redes sociais, teria ficado revoltada com a presença de trabalhadores de delivery descansando em frentes a lojas localizadas na Estrada da Gávea, na altura do número 847.

Advertisement

Leia também

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Max Angelo Santos concedeu entrevista ao RJTV, da TV Globo, ao qual relatou  que Sandra cuspiu, xingou e agrediu os entregadores só porque eles descansavam no local. “Você não está na favela, p… Você está aqui. Quem paga o IPTU aqui sou eu”, teria dito a agressora.

Para Max e muitos internautas, as atitudes de Sandra Mathias seriam análogas as do tempo da escravidão. O entregador afirmou que a denúncia de tais atos é a melhor forma de combatê-los. “As pessoas não falam e enquanto for assim, sempre vai acontecer”.

Max Angelo Santos foi ouvido na 15ª DP (Gávea). Sandra Mathias é esperada para prestar depoimento. O caso é investigado como lesão corporal e injúria por preconceito.

As informações são do jornal O Dia.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Entregador de delivery é xingado e agredido fisicamente, em São Conrado

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui