Escolas mirins encerram desfiles no Sambódromo no próximo domingo

Os desfiles tratarão de temas que vão desde a celebrações de datas importantes até a reedição de sambas que marcaram época

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Escolas de samba mirins farão o encerramento do Carnaval 2022, no próximo domingo / Desfile de 2020 / Foto: Marcos-Ferraz (Riotur)

As escolas de samba mirins fecharão com chave de ouro o Carnaval 2022, com desfiles que acontecerão no próximo domingo, 24 de abril, entre 15h e 30 min e meia noite, no Sambódromo, no Centro do Rio. O evento é promovido pelas agremiações filiadas à Associação das Escolas de Samba Mirins do Rio de Janeiro (Aesm-Rio), e terá entrada gratuita nos setores das arquibancadas, com os portões abertos a partir da 15h.

O diretor de carnaval e operações da Associação Mirim, Alexandre Moraes, comentou que todo o evento foi organizado com muito cuidado e que as crianças estão ansiosas para voltar a desfilar, após 2 anos afastadas da passarela do samba.

“Estamos esperando por esse momento há dois anos. Além de todo o planejamento feito pela diretoria da Aesm-Rio, as crianças estão eufóricas, radiantes com a possibilidade de brincar o carnaval na passarela do samba com saúde e segurança”, declarou Alexandre Moraes.  

De acordo com Moraes, o evento terá uma abertura em grande estilo que, certamente, emocionará os espectadores. Além disso, eles poderão ver o cortejo do carnaval mirim, formado pelo rei momo, rainha, princesas e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, e também verão o cortejo oficial do carnaval carioca. A apresentação da Orquestra Popular Manoel Couto, formada por 73 músicos (crianças e jovens, estudantes da rede pública de ensino) promete ser o ponto alto do evento ao interpretar tradicionais sambas de enredo, clássicos da MPB, além de ‘Cidade Maravilhosa’, o hino do Rio de Janeiro.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Após a abertura, as escolas mirins darão início aos desfiles, nos quais serão abordados temas que vão desde celebrações de datas importantes, lendas indígenas, expoentes da música, até a reedição de sambas que marcaram época na avenida como: “Rio de lá pra cá”, do Salgueiro, em 1994; e “ A Festa do Divino”, interpretado pela Mocidade Independente de Padre Miguel, no carnaval de 1974. 

Vale lembrar que o acesso ao Sambódromo somente será permitido com a apresentação do passaporte vacinal.

Veja a sequência dos desfiles e enredos que serão mostrados na avenida pela criançada:

1 – Ainda Existem Crianças de Vila Kennedy – “Fazer aniversário é celebrar a vida, e hoje é o meu dia de festa”

2 – Corações Unidos do Ciep – “Vivendo e aprendendo a jogar”

3 – Império do Futuro – “A peleja curumim contra o Monstro Jurupari”

4 – Pimpolhos da Grande Rio – “Olha, que linda a quitandinha de erê”

5 – Golfinhos do Rio de Janeiro – “A Golfinhos invade o Nordeste”

6 – Herdeiros da Vila – “Você semba de lá, que eu sambo de cá, o canto livre de Angola”

7 – Aprendizes do Acadêmicos do Salgueiro – “Rio de lá pra cá”

8 – Filhos da Águia da Portela – “É festa!”

9 – Infantes do Lins – “Nossos valores em contos e fábulas”

10 – Nova Geração do Estácio de Sá – “Marlene Povão, bate o lindo coração desta nova Geração”

11 – Mangueira do Amanhã – “Obrigado do Fundo do nosso Quintal”

12 – Estrelinha da Mocidade – “A Festa do Divino”

13 – Petizes da Penha – “Era uma vez… mais uma vez… outra vez”

14 – Miúda da Cabuçu – “A influência africana no carnaval carioca”

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Escolas mirins encerram desfiles no Sambódromo no próximo domingo

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui