Foto: Felipe Fittipaldi/Veja Rio

O Prefeito Eduardo Paes assinou decreto, na semana passada, criando a Praça Procurador-Geral Eduardo Seabra Fagundes, um espaço de 187 metros quadrados na esquina da Avenida Primeiro de Março com Rua da Assembleia, ao lado do antigo Convento do Carmo, no Centro do Rio. O convento está sendo restaurado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ) e deverá ser inaugurado em dezembro.

A revitalização desse espaço, que agora passa a ser chamado de Praça Procurador-Geral Eduardo Seabra Fagundes, e a recuperação e restauro do Convento do Carmo fazem parte da retomada do Centro da Cidade pós-pandemia.

O ato do Prefeito atendeu a um pedido do Procurador-Geral do Estado, Bruno Dubeux, para homenagear o Procurador do Estado Eduardo Seabra Fagundes que ingressou na carreira em 1971 e que, por duas vezes, ocupou o cargo de Procurador-Geral (1983-1986 / 1991).

Em ofício endereçado ao Prefeito Eduardo Paes, o Procurador-Geral Bruno Dubeux lembrou que a PGE assumiu a obra de reforma e restauro do imóvel do antigo Convento do Carmo, que serviu de residência à família real Portuguesa, com a intenção de “devolver” este equipamento à Cidade com o objetivo de incentivar ainda mais o plano de retomada do Centro pós-pandemia.

A PGE também informou que pretende instalar no prédio recuperado seu Centro de Estudo Jurídicos, a Escola Superior da Advocacia Pública – ESAP, suas bibliotecas, além de um bistrô e o seu Centro Cultural voltado para exposições artísticas.

No documento, o Procurador-Geral lembrou ainda o papel de liderança no Estado e no país que Seabra Fagundes exerceu, notadamente no enfrentamento aos abusos do regime militar. Por fim, destacou que o nome de Seabra Fagundes representa o símbolo da luta pela democracia, da dignidade e da independência da advocacia pública e privada. Por essas razões, pediu que o espaço contíguo ao Convento fosse dedicado a homenagear a memória de Seabra Fagundes.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui