Espuma no Guandu faz abastecimento de água ser interrompido; 13 milhões de pessoas podem ficar sem água

A Cedae informou que o protocolo de contingência foi acionado em razão das alterações da qualidade da água não tratada

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/TV Globo

Na manhã desta segunda-feira (28/08), a Cedae identificou espuma branca no manancial da Estação de Tratamento (ETA) Guandu e interrompeu o abastecimento de água a partir da estação, que atende 13 milhões de pessoas na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A Cedae explicou que a ETA Guandu permaneceria fechada pelo menos até 11h30, quando devem sair os primeiros testes laboratoriais da espuma, mas não havia garantia de que a operação voltaria necessariamente nesse horário.

O protocolo de contingência foi acionado em razão das alterações da qualidade da água bruta (não tratada). Técnicos monitoram continuamente as condições do manancial até que a concentração deste material não represente risco e, assim que a situação for controlada, a operação da ETA será retomada”, informou a Cedae.

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) já foi notificado para a tomada das devidas providências. As concessionárias Águas do RioIguá e Rio+Saneamento, responsáveis pela distribuição de água nas regiões atendidas pelo Sistema Guandu, também foram comunicadas”, completou.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Espuma no Guandu faz abastecimento de água ser interrompido; 13 milhões de pessoas podem ficar sem água
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu só sei dê uma coisa,a CEDAE já prestava um péssimo serviço na cidade do Rio dê janeiro, depois do fatiamento e privativacao.a qualidade dos serviços dá CEDAE piorou 100%,e o pior quê nenhuma autoridade toma qualquer providência contra essa empresa, saí mais sujeiras quê água nas torneiras dê nossas casas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui