Fachada da estação: pichações, sujeira e ferrugem no prédio tombado pelo patrimônio Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

O Governo do Estado do Rio de Janeiro decidiu que pretende transformar a Estação da Leopoldina em um grande mercado público, com produtos da agricultura e da gastronomia fluminenses. A decisão foi tomada um mês depois de o juiz Paulo André Espirito Santo, da 20ª Vara Federal do Rio, condenar a concessionária SuperVia, bem como a Companhia Estadual de Transportes e Logística (Central) e a União a reparar os danos causados à estação.

A Secretaria estadual de Infraestrutura (Seinfra) foi encarregada pelo governador Cláudio Castro de detalhar o projeto do mercado. A ideia é inspirada nos mercados públicos espanhóis, como o La Boqueria, em Barcelona, com mais de 2.500 metros quadrados, que virou atração turística.

O prédio é de dezembro de 1926. Foi projetado pelo arquiteto inglês Robert Prentice e é tombado pelos institutos do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural (Inepac). E foi fechado em 2001 para passageiros, remanejados, então, para a Estação Central do Brasil.

Atualmente, a Leopoldina está com janelas quebradas, fachada pichada e restos de telas de obras iniciadas e não acabadas. O estado da estação, com seus quatro andares, de frente para a Rua Francisco Bicalho, no Centro da Cidade do Rio, é de total degradação.

20 COMENTÁRIOS

  1. Pode ser uma alternativa . Eu transferiria a estação do metrô cidade nova para ao lado da Leopoldina , assim como a passarela bonitona. A cidade nova já possui uma estação de trem que fica na praça 11.

    E faria uma segunda rodoviária em São Cristovao com passagem pela Leopoldina . Poderíamos criar um fluxo de pessoas formando um Pool de modais.

    E temos a nossa RedLight Ámsterdam -Rio ali ao lado. Olha uma atração turística.

  2. O ideal seria o trem-bala!
    Mais o Mercado Público com bons produtos e o centro gastronómico e o embelezamento de seu entorno poderá ser uma nova atração para a cidade!
    Mercado Público sem quinquilharias.

  3. Excelentes ideias, mas o grande problema será manutenção, administração, enfim se não virar outro engodo, como td q foi feito p a Copa e Olimpíadas. Abandono total BRT, VLT, inconcebível como td nesta cidade vira abandono. Torcendo para que realmente de certo, e todo o entorno também seja beneficiado.

  4. Acho que a Estação Leopoldina pode também abrigar a estação terminal do trem-bala Rio-São Paulo, além deste novo mercado municipal, mantendo ainda o espaço de shows, que abrigou algumas ótimas edições do Festival Back2Black.

  5. Já que a Estação Leopoldina vai entrar em reforma, e se tornar um grande mercado público (com produtos da agricultura e da gastronomia fluminenses) nos moldes dos mercados públicos espanhóis, como o La Boqueria – uma enorme atração turística de Barcelona, com mais de 2.500 metros quadrados – será preciso revitalizar e arborizar com qualidade o terminal do VLT da Praia Formosa…

    Afinal esta é ou não é a estação terminal do metrô próxima à Leopoldina ?

    E não será desta estação que sairá o VLT até o BRT Avenida Brasil no Gasômetro ?

    E a prefeitura do Rio pode aproveitar aquele terreno enorme que está vago do outro lado da lateral do Terminal Padre Henrique Otte, que vai dar na Av. Rodrigues Alves, e faça construir uma praça nos moldes da Praça Paris, com mobiliário urbano de excelência e iluminação de primeira linha (contratem o Maneco Quinderé para fazer esta iluminação), além de equipamentos para que as pessoas se exercitem de graça, e um bom local com parquinho para as crianças, e outro para os animais de estimação (se possível).

    Com certeza, a prefeitura do Rio de Janeiro ainda não se deu conta da dinheirama absurda que as cidades civilizadas pelo mundo afora faturam com o turismo, como Paris, Moscou, São Peterburg, NYK, Madrid, Roma, Istambul, Marrakesh, só para citar algumas delas…

    A Rodoviária Novo Rio é uma das principais portas de entrada de nossa cidade, e tem que ser hiper bem arborizada, com mobiliário decente, com iluminação de primeira linha, com praças bonitas e bem cuidadas em seu entorno.

    Já não dá mais para ficar contanto com obras que nunca acontecem em nossa cidade. Precisamos colocar a mão na massa e fazer com que as coisas aconteçam no Rio de Janeiro.

  6. Excelente notícia, o Rio de Janeiro é uma das poucas capitais que não tem um mercado público.
    O espaço é perfeito, tem uma área enorme para estacionamento, carga e descarga além de contar com a possibilidade de trazer produtos do interior por trem.

  7. Enfrente tem ex shopping popular prédio abandonado e que seria transformado em estação VLT até hoje Tá caindo sem nada se transformar

  8. Um grande absurdo não reabrir com suas antigas operações, receber as linhas férreas conforme deveria ser feito para o bem do transporte público e o desenvolvimento do Rio de Janeiro. Todos os país de primeiro mundo desenvolveram este transporte, mas o Brasil retrocedeu, e quer enterrar de vez os locais para tal.

  9. Como em todas as grandes cidades do mundo, temos um mercado público que atrai milhões de pessoas a cada ano.
    Transformar a Leopoldina em um desses é um sonho para os cariocas e visitantes.
    Um mercado em que envolve principalmente gastronomia, lazer, artesanato e produtos típicos do Rio de Janeiro. É uma das oportunidades em que o poder público não tem condições de administrar. O ideal seria licitar para o iniciativa privada ou por PPP para dar certo. A região é complicada, conflagrada e se fosse desta forma, traria segurança e sucesso.
    Se desse certo, mais um gol para região e para a cidade. Mas, sabemos que os interesses governamentais estão acima dos cidadinos…
    Torço para que vingue!

  10. Na época dos primeiros governos do Eduardo Paes havia a intenção de transformar a Barão de Mauá em estação do trem bala Rio-Sao Paulo e que abrigaria um grande shopping também. Foi local de algumas edições do Back2Black Espero que pensem em uma maior opção de transportes publicos de qualidade para/do local de forma a facilitar o acesso ao (espero) futuro mercado.

  11. Não dará certo! A área não tem perfil pra isso. Leopoldina? Não é passagem pra lugar nenhum! Já fizeram até festival de jazz no local. Pra mim era pra ser uma área de transferência de transporte, como uma mini Central do Brasil, com chegada do VLT e distribuição por microônibus pra Zona Sul, Zona Norte,Tijuca, Rio Comprido, Praça da Bandeira,Catumbi e áreas não abrangidas pelo metrô.
    Ser uma mini CADEG? Sem estrutura pra estacionamento, recebimento de gêneros pelos comerciantes? Área inóspita, na minha opinião. Tem potencial pra transporte ainda, há linhas de ônibus na porta pra zona sul e etc.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui