Estado do Rio mantém o segundo lugar no ranking nacional de geração de empregos formais

O Estado do Rio gerou mais de 165 mil novos empregos nos 11 primeiros meses de 2023, sendo 23.514 destes criados em Novembro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

O Estado do Rio de Janeiro consolidou sua posição como protagonista na geração de empregos formais, mantendo-se na segunda posição do Ranking Nacional de Geração de Empregos Com Carteira Assinada. Os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, na última quinta-feira (28/12), revelam que o estado criou 23.514 novos postos de trabalho em novembro, registrando um aumento significativo de 22,4% em comparação ao mês anterior.

Esses números atestam a tendência positiva que perdura nos últimos seis meses do ano, durante os quais o Rio de Janeiro manteve sua posição entre os três primeiros Estados do Brasil na geração de empregos formais. No acumulado entre Janeiro e Novembro, o Estado totaliza a expressiva marca de 165.701 empregos formais gerados.

O Governador Cláudio Castro enfatizou a prioridade do Governo Estadual na promoção da geração de empregos, destacando os resultados positivos do Novo CAGED como um indicativo de que estão no caminho certo. “Os programas e parcerias que o Governo do Estado tem tirado do papel para capacitação e qualificação dos trabalhadores fluminenses e o novo cenário econômico do Rio de Janeiro, com a atração de novos investimentos, nos permitem avançar cada vez mais e gerar mais oportunidades.” ressaltou.

Uma análise detalhada conduzida pelo Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, identificou que, das oito Regiões do Estado, sete apresentaram saldos positivos em novembro, com destaque para as Regiões Metropolitana e Médio Paraíba. No mesmo período, os Municípios que mais se destacaram na geração de vagas de trabalho foram o Rio de Janeiro (14.040), Niterói (1.199), Volta Redonda (1.168), São Gonçalo (758) e Nova Iguaçu (635).

Advertisement

Ao longo dos 11 primeiros meses do ano, a Capital Fluminense liderou o saldo de empregos, com 73.817 novos postos de trabalho, seguida por Magé (9.178), Macaé (9.140), Duque de Caxias (4.838) e Niterói (4.698).

“Esse resultado comprova a efetividade das ações que temos desenvolvido em prol da população fluminense, como a captação de vagas junto a empresas em todas as regiões do estado e projetos para a capacitação e qualificação dos nossos trabalhadores.” comentou o Secretário de Trabalho e Renda, Arthur Monteiro.

De acordo com o Observatório do Trabalho, das cinco áreas de atividade econômica, quatro apresentaram saldo positivo de vagas no mês de novembro: o Setor de Comércio (10.522), Serviços (10.338), Indústria (2.641) e Construção (359). Já na análise por faixa etária e escolaridade, os jovens de 18 anos a 24 anos e aqueles com Ensino Médio completo são os mais procurados para contratação no Estado, com saldos de 12.749 e 19.952, respectivamente. E o equilíbrio de gênero também foi evidenciado, com 51% de homens e 49% de mulheres no saldo total de contratações.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Estado do Rio mantém o segundo lugar no ranking nacional de geração de empregos formais
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui