Estado do Rio melhora sua capacidade de pagamento e passa para nota B em avaliação do Tesouro

Avanço da Nota D para B na avaliação do Tesouro Nacional é mais uma sinalização da recuperação da saúde financeira do Rio

Vista de drone da cidade de Campos dos Goytacazes • Fotos: Rafa Pereira, Diário do Rio

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) evoluiu de D para B a Capacidade de Pagamento (CAPAG) do Estado do Rio de Janeiro. O resultado, divulgado nesta quarta-feira (21/09), é o melhor obtido desde 2017, demonstrando a recuperação da saúde fiscal do Rio.

O Rio de Janeiro tinha CAPAG D em decorrência da crise financeira e do desequilíbrio econômico. A nova avaliação, que resultou na CAPAG B, comprova que o estado, hoje, está com as contas equilibradas e faz valer todo o esforço que fizemos nos últimos anos para aderir ao Regime de Recuperação Fiscal” destacou o governador Cláudio Castro.

A análise da CAPAG é feita pela STN para apurar as condições financeiras de estados e municípios de honrar novos empréstimos com garantia da União, o que garante condições mais vantajosas. A avaliação considera três indicadores: endividamento, poupança e liquidez do caixa estadual. O Rio recebeu conceito A nos dois últimos itens, com base no bom desempenho da receita fluminense em 2021.

“O resultado coloca o Rio de Janeiro em pé de igualdade com os demais entes da Federação. Estamos consertando o estado e isto se comprova pela nossa melhora na CAPAG”, explicou o secretário de estado de Fazenda, Leonardo Lobo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui