RJ registra aumento de 97% nos casos de dengue somente em novembro

Este mês foram verificados 2.808 casos da doença, contra 1.424 em novembro do ano passado

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue (Foto: Reprodução)

O Estado do Rio de Janeiro registrou um aumento de 97% no número de casos de dengue em novembro deste ano, no comparativo ao mesmo período do ano passado: 2.808 contra 1.424, em 2022. Em comparação aos meses anteriores, a situação é ainda pior. No mês de outubro foram registrados 4.530 casos diante dos 1.444, do ano passado – um aumento de 213%.

Um levantamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) do Rio de Janeiro verificou que a tendência de alta foi constante no ano de 2023 em relação a 2022. Setembro deste ano registrou 4.218 novos casos diante dos 1.045 do ao passado – um aumento de mais de 300%. No que diz respeito à variação de casos gerais no território fluminense em 2023, o panorama também é dramático: 87.104 casos da doença, diante dos 23.396 registrados em 2022.

De acordo com as tabulações da SES-RJ, até o momento, foram notificados 42.551 casos de dengue em todo o território fluminense, sendo que deste total, 22.356 foram confirmados em exames laboratoriais. A maior parte das ocorrências, segundo a secretaria, foram verificadas na capital e no Noroeste do Rio. Ao todo foram contabilizadas 24 mortes pela doença. Não há casos registrados do sorotipo 3.

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, apesar de alguns municípios apresentarem um alto índice de pessoas infectadas para o período do ano, a incidência de casos encontra-se abaixo dos índices historicamente verificados nos períodos de epidemia.

Advertisement

Leia também

‘Guadalupe’, ‘Lobo Júnior’, ‘Fiocruz’ e mais: confira os nomes das 20 estações do BRT Transbrasil

Dengue: Ministério da Saúde envia 1º lote de vacinas enquanto RJ intensifica medidas de combate

Para evitar a propagação da doença, o Ministério da Saúde recomenda o controle do armazenamento de água para consumo, como caixas d’água e tambores, além de vasos, garrafas, calhas, lajes ou outros locais onde passa haver acúmulo de água. Em caso de sintomas da doença, a população deve procurar o serviço de saúde.

Informações: O DIA

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp RJ registra aumento de 97% nos casos de dengue somente em novembro

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui