Estado do RJ é o primeiro do país a ampliar o ‘Teste do Pezinho’ para detectar mais de 40 novas doenças

O exame de triagem neonatal passa de sete para 54 as doenças que podem ser diagnosticadas precocemente

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Rio de Janeiro - 02/10/2023 - O governador Cláudio Castro e a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, anunciam ampliação do Teste do Pezinho. Foto: Rafael Campos

O Governador do Rio, Cláudio Castro, anunciou, nesta segunda-feira (02/10), a expansão do número de doenças rastreáveis pelo Teste do Pezinho no Estado do Rio de Janeiro. O Rio tornou-se o primeiro Estado do Brasil a ampliar o escopo do teste, passando de sete para 54 patologias que podem ser diagnosticadas precocemente. O lançamento oficial ocorreu no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, com a presença da Secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, embora o exame já esteja disponível para recém-nascidos desde 1º de agosto. O investimento para financiar essa iniciativa é de 2,5 milhões de reais.

O Governador do Rio destacou a evolução na abordagem de doenças raras ao longo de sua carreira na vida pública e ressaltou a importância de oferecer suporte às pessoas com deficiência. “Hoje estamos na vanguarda, com a ampliação da testagem. Mas lá fora há uma gama de crianças aguardando pelo diagnóstico. Quando falamos de PCD e doenças raras, nada é fácil, mas hoje estamos celebrando nesta entrega mais uma superação” enfatizou o Castro.

De acordo com a Superintendência de Atenção Primária à Saúde (SAPS), aproximadamente 75% dos bebês nascidos no Estado passam pelo Teste do Pezinho no Sistema Único de Saúde (SUS). O novo teste expandido já está disponível em 991 unidades de saúde registradas para coletar amostras para o Programa de Triagem Neonatal (PTN-RJ). Em média, são realizados 11 mil testes por mês, variando de acordo com o número de nascimentos.

A Secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, enfatizou a importância do teste expandido no diagnóstico de doenças raras e agradeceu aos esforços da gestão anterior para tornar isso possível. “O teste ampliado, com certeza, vai ajudar no cuidado precoce de doenças que podem resultar em atraso no desenvolvimento dos bebês” salientou.

Advertisement

As amostras coletadas são processadas no laboratório da sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE-Rio), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ). E além disso, o Governo do Estado oferece a entrega online dos resultados, disponíveis na internet em até dez dias após o exame, um serviço oferecido à população desde 2018.

A cerimônia de lançamento contou com a presença de representantes de entidades envolvidas na luta por pessoas com deficiência e doenças raras. O pequeno Guilherme Gandra Moura, um menino de 8 anos que convive com epidermólise bolhosa, uma doença genética que afeta a pele, participou com seus pais. A Maria Clara Migowsky, Presidente da Associação Carioca de Distrofia Muscular, também marcou presença e destacou a importância do investimento na ampliação do teste para a saúde da população.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Estado do RJ é o primeiro do país a ampliar o 'Teste do Pezinho' para detectar mais de 40 novas doenças
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui