Estátua de bronze em homenagem a Betinho será inaugurada nesta quinta, na Praia de Botafogo

Sociólogo Herbert de Souza, falecido em 1997, foi um ícone da luta pelos direitos humanos no Brasil

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Escultura de Betinho - Divulgação

A escultura em bronze em homenagem ao sociólogo Herbert de Souza, falecido em 9 de agosto de 1997, será inaugurada nesta quinta-feira (21), às 9h, na Praia de Botafogo, perto da churrascaria Fogo de Chão, Zona Sul da capital. Betinho foi o idealizador da Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida, movimento que, até hoje, ajuda a milhares de pessoas no Rio de Janeiro e no Brasil. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Ação da Cidadania, o AfroReggae e a Secretaria Especial de Juventude Carioca.

Na inauguração do monumento, que foi patrocinado pela Brahma, estarão o fundador do AfroReggae e idealizador do projeto José Júnior; o prefeito Eduardo Paes (PSD), e o secretário especial da Juventude Carioca, Salvino Oliveira, viabilizador da homenagem junto à Prefeitura.

“A estátua do Betinho é a consolidação de um legado construído de muitas décadas. Se não tivesse o Betinho, dificilmente teríamos esse movimento social tão forte que existe hoje no Brasil. E, quando nós pensamos em fazer a série (Betinho: no Fio da Navalha), é para exatamente potencializar essa herança que, para mim, é o maior ativista social de todos os tempos”, afirmou José Júnior.

Ainda nos primórdios da Ação da Cidadania, Betinho gostava de contar uma parábola sobre um incêndio em uma floresta, que teve em um beija-flor um dos seus grandes protagonistas, uma vez que que o pássaro agiu para apagar o incêndio, mesmo sem poder fazer muito. Essa era a lógica de Betinho, cuja estátua faz referência à pequena e corajosa ave da história.

Advertisement

“Mesmo sendo tão frágil quanto o beija flor que está em suas mãos, Betinho foi incansável na defesa da cidadania e da democracia neste país. Esta estátua vai nos lembrar que está em nossas mãos continuar as suas lutas, que não são poucas. Que a gente siga mobilizando a sociedade civil disposta a fazer a diferença na vida de quem precisa, porque a luta por direitos é permanente”, disse o filho de Betinho e presidente do Conselho da Ação da Cidadania, Daniel Souza.

O bairro de Botafogo foi uma escolha lógica para a homenagem, pois foi ali que o sociólogo morou até a sua morte e onde fundou o Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), que atualmente funciona na sede da Ação da Cidadania, no bairro da Gamboa, na Zona Portuária do Rio, assim como a Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA), criada por Betinho, em 1987. Herbert de Souza, que morreu aos 61 anos, também era hemofílico, assim como o seu irmão Henfil, ambos contraíram o HIV e faleceram de complicações causadas pela Aids.

Salvino Oliveira, secretário especial de Juventude Carioca, destacou a importância da homenagem para que as novas e futuras gerações conheçam o legado de Betinho para o Rio de Janeiro e para o Brasil.

“É de extrema importância que as novas e futuras gerações conheçam o trabalho, a luta e a importância do Betinho para o Brasil. Os jovens precisam se espelhar em homens como ele, que jamais abandonou suas causas em defesa de quem mais precisa. Uma luta que começa na ditadura, pela volta da democracia, e depois segue no combate à pobreza, à desigualdade social e à maior mazela da nossa sociedade: a fome” concluiu Salvino.

Informações: O DIA

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Estátua de bronze em homenagem a Betinho será inaugurada nesta quinta, na Praia de Botafogo
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Estátua de bronze em homenagem a Betinho será inaugurada nesta quinta, na Praia de Botafogo
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui