Ex-professora lança projeto para facilitar acesso ao mercado editorial

A empresa, criada para atender escritores e editoras, surgiu da necessidade de proporcionar suporte completo ao longo da cadeia editorial

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Após anos dedicados ao ensino, Lourdes Vaz decidiu enfrentar um novo desafio ao fundar a ENTRELÍNGUAS SERVIÇOS LINGUÍSTICOS. A empresa, criada para atender escritores e editoras, surgiu da necessidade de proporcionar suporte completo ao longo da cadeia editorial. Durante esse processo, Lourdes se deparou com inúmeras histórias que, sem a devida assistência, estariam fadadas ao esquecimento.

“Meus pais eram semianalfabetos”, relembra Lourdes. “Nasci na garagem de uma casa de madeira num subúrbio do Rio de Janeiro. Desde pequena, estive próxima a realidades muito difíceis, mas igualmente inspiradoras, como a do meu próprio pai. Ele teve de trocar os livros por um balcão de padaria aos 8 anos; foi operário, vendeu pastel e artesanato, até se tornar fotógrafo autodidata. Ele e minha mãe trabalharam muito para dar algum conforto e estudo para os cinco filhos. Devido a isso, sua vasta produção de poemas, canções e marchinhas ficou esquecida numa gaveta.”

Inspirada por sua própria trajetória familiar, Lourdes identificou uma maneira de ajudar aqueles que desejam superar as barreiras sociais e ingressar no mercado editorial. Assim, nasceu o projeto DE CAPA A CAPA, uma consultoria abrangente que acompanha desde a preparação do manuscrito até a finalização da obra, deixando o material pronto para ser enviado à gráfica.

Advertisement

“Após análise, a ENTRELÍNGUAS assessora o autor na reescritura de trechos, na organização dos capítulos e na elaboração de elementos extratextuais até, enfim, chegar ao projeto de capa e à diagramação. Esse trabalho nos leva pela obra com o autor, que é sempre o responsável por aprovar qualquer sugestão nossa,” explica Lourdes.

O projeto DE CAPA A CAPA reflete o compromisso da empresa em democratizar o acesso ao mercado editorial, oferecendo suporte essencial a autores de todas as origens. Lourdes destaca a história de Jeferson Toledo, um exemplo de superação. Toledo venceu o vício em drogas, se reconciliou com a família e agora ajuda outros na mesma jornada. Sua história foi cuidadosamente preparada pela ENTRELÍNGUAS. Outro trabalho notável da equipe foi a preparação da autobiografia de Patrícia Monção, a primeira cantora lírica militar do Brasil, e a coletânea das produções do próprio pai de Lourdes, Cidney Ferreira, que será lançada em agosto, mês em que ele completaria 100 anos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ex-professora lança projeto para facilitar acesso ao mercado editorial
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui