Fabricante de macarrão é notificado pelo Procon Carioca por suspeita de contaminação em produtos

Segundo os fiscais do órgão, a empresa teria usado o propilenoglicol contaminado na produção das suas massas de estilo oriental

A BBBR Indústria e Comércio de Macarrão LTDA (Keishi) foi notificada pelo Procon Carioca, entidade subordinada à Secretaria de Cidadania, em razão de uma possível contaminação em uma linha de produtos. Segundo os fiscais do órgão, a empresa teria usado o propilenoglicol contaminado na produção das suas massas de estilo oriental –  lamen, udon, yakisoba, além de massas de salgados, como gyoza.

O composto químico propilenoglicol pode ser usado em algumas categorias de alimentos, no entanto, é vetado para o uso em massas. A investigação encabeçada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) verificou a comercialização do propilenoglicol contaminado com etilenoglicol, que é altamente tóxico, podendo causar insuficiência renal e hepática, ou mesmo, a morte.

A Keishi deverá apresentar ao Procon Carioca esclarecimentos sobre questões como: quais são os lotes dos produtos vendidos com a substância contaminada; quantos produtos contaminados foram comercializados, como a substância contaminada foi utilizada na fabricação dos produtos e quantos consumidores cariocas são atendidos mensalmente pela empresa.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui