Feira de São Cristóvão será concedida à iniciativa privada

A empresa vencedora da licitação investirá R$ 97 milhões na renovação e toda a estrutura do imóvel e do seu entorno, informou a prefeitura

A Prefeitura do Rio lançou o edital para concessão, à iniciativa privada, do  Centro  Luiz  Gonzaga  de Tradições Nordestinas, a popular Feira de São Cristóvão, na Zona Norte da cidade. A licitação do empreendimento está marcada para 25 de maio. Segundo o município, o vencedor investirá R$ 97 milhões na renovação e toda a estrutura do imóvel e do seu entorno (estacionamento e praça). Ao todo serão 82 mil metros quadrados de área revitalizada com recurso privado.

A empresa selecionada fará a gestão da Feira de São Cristóvão por 35 anos, com as seguintes obrigações: manter o local exclusivamente como centro de tradições nordestinas; dar prioridade à permanência das pessoas que atuam hoje no pavilhão e fazer as intervenções por fases, para garantir o trabalho de quem vive da feira durante o período das obras, que devem durar 30 meses.

Companhia  Carioca  de  Parcerias  e  Investimentos (CCPar) fez um levantamento dos trabalhadores do local junto à comissão dos feirantes e dos representantes dos artistas. Em meados de 2022, duas empresas participaram de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para preparar material sobre a concessão. Uma delas entregou o estudo de viabilidade, que após análise foi usado como base pelo município para estruturação da concessão, com alterações e sugestões de representantes da feira.

Inaugurado em 1962 como centro de convenções, o pavilhão já foi usado até como barracão provisório das escolas de samba e, desde 2003, homenageia o rei do baião, Luiz Gonzaga. Ao todo são cerca de 600 boxes e restaurantes no local, que recebe  em média 150 mil visitantes mensalmente.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui