Por André Delacerda

Oi_futuro_logo_ltp_c_jpg O Rio mais uma vez na vanguarda da cultura nacional vai sediar com apoio da empresa carioca Oi, mas um evento voltado a estas mídias. Trata-se do FILE RIO 2009 – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, que em sua quarta edição no Rio de Janeiro,  vai acontecer no Oi Futuro, de 10 de março a 19 de abril de 2009, das 11h às 20h.

 

O festival tem como objetivo, buscar promover e estimular as expressões estéticas produzidas no cenário da cultura eletrônica e digital. Só para se ter idéia da importância deste festival que tem como sede o Rio, o FILE, é considerado o maior festival de arte e tecnologia do Brasil, e há dez anos vem inserindo o país no contexto mundial das novas mídias, realizando uma compilação de produções artísticas no campo das artes eletrônicas e digitais, e funcionando como um indicador da pluralidade dessas produções.

Participam desta 4a edição do FILE RIO trabalhos nas áreas de webart, inteligência artificial, móbile art, animação computadorizada, software art, instalações de arte eletrônica em salas interativas e imersivas, e ainda o File CD (Cinema Documenta) com trabalhos de artistas, filmes e vídeos-documentários digitais.

Quem quiser conhecer mais sobre o festival, e também se programar para assistir a diversidade de eventos que estarão inseridos no mesmo, disponibilizamos abaixo um pouco da programação:

 

FILE Instalações: Serão instalações onde o publico poderá interagir em espaços que misturam mídias eletrônicas e digitais, os destaques serão: Sheldon Brown – The Scalable City (EUA), Daan Brickman – Skinstrument (Holanda), Casilda Sanchez e Julio Obelleiro – The Viewer (Espanha), Jarbas Jacome – Crepúsculo dos Ídolos (Brasil) “Crepúsculo dos Ídolos, Clara Boj e Diego Diaz – Ar__Magic_System (Espanha), Hugues Bruyère – Presence [A.K.A Soft & Silky] (Canadá), Giselle Beiguelman e Mauricio FleurySuite para Mobile Tags – Movimento #1 (Brasil), Julio Obelleiro & Alberto García – The Magic Torch (Espanha) e Soraya Braz & Fabio Fon – Roaming (Brasil).

 

Haverá também o FILE CD (Cinema Documenta), idealizado para ser uma mostra audiovisual sobre temas que se relacionam direta e indiretamente com a cultura eletrônica. Já o FILE Symposium, acontece no Teatro do Oi Futuro, dias 10 e11 de março com o objetivo de criar um novo ponto de referência fora do eixo Europa/EUA, para discutir a cultura digital eletrônica em suas relações internacionais e ampliar o diálogo sobre a cultura digital em sua extensão interdisciplinar. OPerformances acontece nos dias 14 e 15 de março, também no Oi Futuro com a apresentação de duas performances inéditas no Rio: No sábado Sonocromática, uma performance visual e sonora que faz referência ao trabalho do artista brasileiro Abraham Palatinik. E no Domingo será a vez de Teia, uma performance sonora baseada na ideia de "captura", de uma simples captação de sons via microfones até o aprisionamento de uma imagem.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui