Filhote de onça-parda resgatada em Cambuci é levada para Vargem Pequena

Junto ao felídeo também foi encaminhado um cachorro-do-mato, aparentemente atropelado e resgatado pelo Gepam de São Gonçalo

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

Após quatro dias recebendo cuidados na Área de Soltura de Animais Silvestres (ASAS) de São Gonçalo, o filhote de onça-parda resgatado em Cambuci, no Noroeste Fluminense, pelo Comando de Polícia Ambiental, foi encaminhado na tarde desta terça-feira (18/04) para o Centro de Recuperação de Animais Selvagens (CRAS) de Vargem Pequena, no Rio. A onça não foi sozinha, pois junto ao felídeo também foi encaminhado um cachorro-do-mato, aparentemente atropelado e resgatado pelo Gepam de São Gonçalo.

O encaminhamento da onça foi realizado pela equipe da Área de Soltura, após solicitação da gerência de fauna do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Enquanto esteve em São Gonçalo, a onça foi cuidada, passou por exames clínicos, laboratoriais e foi microchipada.

Também relativamente raro de se ver na cidade, o cachorro-do-mato resgatado próximo à Santa Luzia também será cuidado no CRAS de Vargem Pequena, que, assim como a ASAS de São Gonçalo, também têm cooperação técnica com a Universidade Estácio de Sá. A Secretaria de Meio Ambiente de São Gonçalo (Semma) já identificou a ocorrência desta espécie em regiões de mata do município. 

“Para quem achava que em São Gonçalo não havia fauna quase alguma, o trabalho na ASAS tem provado o contrário. São Gonçalo entra para o cenário nacional mostrando que possui equipamento e técnicos capazes de fazer manejo de fauna silvestre, por isso a importância da proteção das nossas áreas de floresta que são a casa dos bichos. É incrível podermos dar suporte a animais de vida livre e contribuir para o enriquecimento de nossa fauna local. Iremos acompanhar de perto o atendimento do filhote de onça parda e sua reintrodução ao habitat natural se possível, pois em nossa visão, o animal apresentou grande potencial de voltar à vida livre”, disse o subsecretário de Meio Ambiente e biólogo, Glaucio Teixeira Brandão.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Para aumentar o atendimento de demandas de resgate aos animais silvestres, a ASAS aguarda avaliação do Instituto Estadual do Ambiente, referente ao projeto para que a área seja transformada em Centro de Referência de Animais Silvestres (CRAS).

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Filhote de onça-parda resgatada em Cambuci é levada para Vargem Pequena

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui