Fiocruz recruta voluntários para pesquisa de imunização com diferentes combinações de vacinas da Covid-19

Podem se inscrever pessoas que ainda não se vacinaram e as que tomaram uma, duas ou três doses das vacinas AstraZeneca, CoronaVac ou Pfizer, em qualquer combinação

Foto: Reprodução

Um estudo realizado pela Fiocruz que irá avaliar a segurança e a eficácia da imunização com diferentes combinações de vacinas da Covid-19 está recrutando voluntários. A medida é conduzida por seis unidades da Fiocruz, em cinco estados e irá investigar a ativação da resposta imune, incluindo a produção de anticorpos e a imunidade celular, após a vacinação com os imunizantes AstraZeneca (produzida pela Fiocruz), CoronaVac e Pfizer em diferentes combinações.

A pesquisa é realizada pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz); pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos); pela Fiocruz Rondônia; pela Fiocruz Mato Grosso do Sul; pelo Instituto Gonçalo Moniz (Fiocruz Bahia); e pelo Instituto Carlos Chagas (Fiocruz Paraná). A coordenação é do Laboratório de Imunofarmacologia do IOC/Fiocruz. No Instituto, participam ainda os laboratórios de Biotecnologia e Fisiologia de Infecções Virais e de Pesquisas sobre o Timo.

Para participar da pesquisa, os voluntários precisam ter entre 18 e 55 anos. Podem se inscrever pessoas que ainda não se vacinaram e aquelas que tomaram uma, duas ou três doses das vacinas AstraZeneca, CoronaVac ou Pfizer, em qualquer combinação. Por questões metodológicas, gestantes e pessoas em tratamento com corticoides não poderão participar.

Os interessados em participar devem enviar um e-mail ou mensagem para a equipe do projeto no seu estado. Para os moradores do Rio de Janeiro, o endereço eletrônico é: intercambialidadeRJ@fiocruz.br

A pesquisa Intercambialidade de vacinas: vigilância virológica e imunológica da Covid-19 na população nacional foi aprovada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). Os voluntários passarão por coleta de amostras de sangue e swab nasal.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui