Firjan aponta que roubos de carga causaram prejuízo de R$388 milhões ao RJ em 2022

Região Metropolitana concentrou o maior número de ocorrências, com cerca de 97% dos casos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Polícia Rodoviária Federal

Um estudo feito pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) mostra que o roubo de cargas causou um prejuízo de R$388 milhões aos cofres do estado no ano passado, considerando o valor médio das mercadorias. Segundo o levantamento, apesar da queda desse tipo de crime em território fluminense nos últimos anos, em 2022 foram registradas 4.239 ocorrências, uma média de 12 casos por dia.

Região Metropolitano concentra maior número de ocorrências

De acordo com o estudo, em 2022, a Região Metropolitana concentrou cerca de 97% dos casos de roubo de cargas no estado do Rio, principalmente em bairros que são cortados pelas rodovias Washington Luís (BR-040), Presidente Dutra (BR-116) e do Arco Metropolitano (BR-493), além da Avenida Brasil.

O município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, registrou o maior número de ocorrências em 2022, com 368 roubos de cargas, um aumento de 43% em relação a 2021.

Advertisement

Leia também

Taxas de condomínio disparam no Rio; confira os bairros com os valores mais altos

Conheça seis motivos para investir em uma pós-graduação

Na capital, a região do Porto do Rio, nos bairros de São Cristóvão, Higienópolis, Penha e Brás de Pina registraram 698 casos, uma alta de 70%.

Queda

Entre os resultados positivos, houve queda significativa no número de roubos em Neves, em São Gonçalo, e Sete Ponte, em Belford Roxo.

A Polícia Civil disse que faz ações para reprimir o roubo de cargas com frequência, que implementou uma força-tarefa, por meio da Operação Torniquete, para combater esse tipo de crime. E que desde novembro de 2022, prendeu 83 pessoas e recuperou 80 veículos. A corporação disse ainda que registrou queda de 8% nos casos nos dois primeiros meses desse ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A Polícia Militar também destacou a queda dos registros esse ano e disse que tem feito reuniões com representantes da Polícia Civil, da Polícia Rodoviária Federal, da Firjan e do sindicato que representa os trabalhadores e as empresas de carga para debater medidas de combate ao roubo de carga.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Firjan aponta que roubos de carga causaram prejuízo de R$388 milhões ao RJ em 2022

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui