Fiscais do Detro-RJ aplicaram mais de 3 mil autuações no RJ no ano passado

As infrações foram registradas nas fiscalizações em ônibus e vans intermunicipais, além do combate aos veículos flagrados realizando transporte remunerado sem autorização

Foto: Divulgação

O Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro-RJ) encerrou o ano de 2022 com 3.075 multas aplicadas. As infrações foram registradas nas fiscalizações em ônibus e vans intermunicipais, além do combate aos veículos flagrados realizando transporte remunerado sem autorização do poder concedente. Os ônibus intermunicipais lideraram o ranking com 1.655 autuações aplicadas.

Além dos coletivos, os fiscais autuaram 570 vans intermunicipais e ainda flagraram 850 veículos realizando transporte ilegal. O objetivo das operações é melhorar a qualidade e garantir a segurança aos passageiros nas viagens intermunicipais. As cidades que mais registraram notificações foram: Rio de Janeiro, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Niterói. 

Entre os principais motivos das autuações nos coletivos estão: falta de documentação de porte obrigatório, mau estado de conservação, horário irregular, paralisação de linha, além de problemas referentes à acessibilidade. Já entre as vans intermunicipais, as notificações foram: excesso de passageiros, embarque fora do ponto, desvio de itinerário e documentação irregular.

Somente no mês de dezembro de 2022 foram aplicadas 193 multas entre ônibus e vans, além de veículos que realizavam transporte irregular. Os ônibus intermunicipais receberam 80 multas, e 76 veículos irregulares acabaram apreendidos realizando transporte irregular, enquanto 37 vans intermunicipais foram autuadas.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. “””As infrações foram registradas nas fiscalizações em ônibus e vans intermunicipais, além do combate aos veículos flagrados realizando transporte remunerado sem autorização”””
    A isso se destina esse órgão, porém não é a única atuação que vemos nas ruas – em claro desvio de função apreende veículos particulares arbitrariamente. E a justiça nem tchum – deve ser pq os cofres enchem.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui