‘Floresta’ toma conta de terreno abandonado na Tijuca há quase 10 anos

Sem manutenção desde 2016, local na Rua Conde de Bonfim tem sido consumido pelo mato e atraído mosquitos e outros bichos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Portal Grande Tijuca

Quem passa pela Rua Conde de Bonfim, na Tijuca, na altura do número 977, vê um matagal interminável consumir um terreno abandonado. O local, que seria um empreendimento imobiliário da construtora Gafisa, já quase não pode ser visto em função da “floresta” que se formou. A informação foi divulgada pelo Portal Grande Tijuca.

Cercado por um tapume, o lugar , que abrigaria um condomínio, deveria ter sido entregue em 2019, o que claramente não aconteceu. Hoje ele apenas gera preocupação nos moradores e de quem costuma transitar pelo trecho. A Gafisa até realizou eventos culturais em 2016, quando a propriedade foi adquirida, mas após esse período, nada mais aconteceu no espaço.

Pelo informe publicitário publicado em um jornal em 2016, a Gafisa diz que o citado “Gafisa Like Tijuca seria construído em um terreno de 7 mil metros quadrados, o empreendimento tem 267 unidades residenciais, distribuídas em quatro blocos: 190 apartamentos de dois quartos (de 65 m² a 74 m²), 40 de três quartos (de 88 m² a 150 m²), 16 gardens e 21 coberturas; sendo 17 de 3 quartos e 4 de quatro quartos (de 171 m²). Além disso, dez lojas instaladas no piso térreo oferecerão produtos e serviços variados”.

O cenário atual mostra um local que surge como possível foco de dengue e proliferação de demais vetores de outras doenças. A situação foi denunciada aos vizinhos do entorno da Subprefeitura da Tijuca, que informou que no dia 24 de janeiro já havia sido diagnosticada a necessidade de limpeza do local. A pasta entrou em contato com a Gafisa que, um mês depois, deu resposta para a Prefeitura “se comprometendo a realização da limpeza”. A Comlurb confirmou que irá monitorar a realização desta limpeza.

Advertisement

Em nota, a Gafisa, garantiu que o terreno passa por serviço de conservação e limpeza periódico, seguindo os protocolos sanitários, e que a próxima manutenção irá ocorrer dentro de quinze dias. A empresa não informou o motivo do empreendimento não ter acontecido.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp 'Floresta' toma conta de terreno abandonado na Tijuca há quase 10 anos
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui