Forfun lança material audiovisual de seu último show, na Fundição Progresso, em 2015

Intitulado de ''Forfun Ao Vivo na Fundição'', material é composto por 31 faixas que transitam entre todas as etapas da carreira da banda

Danilo, Rodrigo, Vitor e Nícolas em show do Forfun na Fundição Progresso em dezembro de 2015
Danilo, Rodrigo, Vitor e Nícolas em show do Forfun na Fundição Progresso em dezembro de 2015 - Foto: AF Rodrigues

Com atividades encerradas há quase sete anos, a banda carioca Forfun lançou, na última sexta-feira (28/10), um material audiovisual do seu último show, realizado em 12 de dezembro de 2015 na Fundição Progresso, tradicional casa localizada na Lapa, região central do Rio de Janeiro.

O material é composto por 31 músicas que transitam entre todos os álbuns oficiais de estúdio do grupo, isto é, ”Teoria Dinâmica Gastativa” (2005), ”Polisenso” (2008), ”Alegria Compartilhada” (2011) e ”Nu” (2014).

Entre as canções mais conhecidas presentes no recente lançamento estão ”História de Verão”, ”Hidropônica”, ”Sol ou Chuva”, ”O Viajante”, ”Largo dos Leões”, ”Alegria Compartilhada”, ”A Vida Me Chamou” e ”Coisa Pouca”.

”É emocionante poder eternizar e dividir com nosso público, que é quem faz tudo fazer sentido, esse momento mágico e inesquecível que foi o último show do Forfun! O show tá lindo demais e foi incrivelmente registrado e editado pelo nosso camarada Daniel Ferro [ex-Emoponto] e sua competente equipe. Agradeço ao milagre da Vida por momentos como esse, aos meus irmãos de banda, a todo mundo que de alguma forma nos apoiou, especialmente nosso querido público. Espero que curtam, se divirtam e se emocionem”, diz o baterista Nícolas Fassano, companheiro de Danilo Cutrim (guitarra e voz), Rodrigo Costa (baixo e voz) e Vitor Isensee (teclado e voz), em contato exclusivo com o DIÁRIO DO RIO.

Vale ressaltar que, além do vídeo no YouTube, o ”Forfun Ao Vivo na Fundição” está disponível também, faixa a faixa, em plataformas digitais como Spotify e Deezer.

Pós-Forfun

Após encerrarem o Forfun depois de quase 15 anos de existência, Danilo, Vitor e Nícolas se mantiveram juntos e formaram, no início de 2016, o BRAZA, que tem Pedro Lobo como baixista e possui até hoje quatro álbuns de inéditas gravados em estúdio. O grupo já tocou em festivais como Lollapalooza e Rock in Rio.

Já Rodrigo passou a integrar bandas como Carranca e Tivoli, além de investir na carreira solo e em um projeto celebrativo ao pop punk carioca chamado Riocore All Stars, que se apresenta esporadicamente e conta também com Diego Miranda (Scracho), Thiago Pedalino (Ramirez) e Faucom (Dibob). Em setembro de 2019, inclusive, o músico concedeu entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO RIO, no programa ”Mesa Viva”, e falou, entre outros assuntos, sobre o término do Forfun.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui