Foto; Reprodução Internet

O Funk Carioca, que já é tocado no mundo todo, para muitas pessoas é o gênero musical mais popular na cidade do Rio de Janeiro. No entanto, esta ideia é rebatida por uma pesquisa do Instituto Rio21. De acordo com os dados, o Samba é o tipo musical que mais agrada o povo do Rio.

De acordo com a pesquisa, o gosto por funk, em uma escala de 0 a 10, chega a 7 somente entre as pessoas com idade entre 16 e 24 anos. Nas outras faixas etárias, a média se encontra de 5 para baixo.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é funk.png

No recorte pelas Zonas da cidade, não há grandes diferenças entre uma região e outra e a adesão geral ao gênero também não é muito alta.

“Em relação ao Funk, esperávamos que se confirmasse uma certa paixão carioca pelo gênero, claramente associado a cidade do Rio. Apesar disso, o que encontramos é um perfil médio de um carioca menos fã do gênero que imaginávamos. À título de exemplo, em nossa pesquisa o carioca parece mais fã de samba do que de funk. A fim de qualificar esse dado, segmentamos por zona da cidade, raça/cor e idade. Não há diferenças significativas entre a parte da cidade em que habita e a raça/cor. Por outro lado, há uma diferença significativa em relação a idade dos respondentes. Enquanto o gosto por funk, de 0 a 10, entre os respondentes de 16 a 24 anos ficou em 8 de mediana, em relação aos indivíduos com mais de 45 anos, esse número é 0. Encontramos uma correlação moderada entre idade e gosto por funk com significância estatística, indicando que quando maior a idade do entrevistado, menor o gosto pelo gênero musical. Os dados indicam que o funk tem seu lugar nas preferências dos cariocas e esse lugar está no gosto dos mais jovens”, afirma Philippe Guedon, diretor de pesquisa do Instituto Rio21.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é samba.png

Quando a pesquisa buscou dados sobre o samba, os números positivos foram maiores. Apenas em uma faixa etária o gosto pelo gênero musical ficou abaixo de 5. Já no recorte por região, de 0 a 10, todas as médias passam de 5.

O Instituto Rio21 ouviu mais de 700 pessoas para realizar a pesquisa. As entrevistas foram feitas entre os dias 10 de fevereiro e 8 de março.

6 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente esse lixo carioca chamado funk assola a baixada santista também, mas graças a Deus o bom e velho samba prevalesse tambem

  2. …Eu sou o Samba, sou natural aqui do Rio de Janeiro, sou eu quem levo a alegria, para milhões, de corações brasileiros…
    Êles vão chegar lá, aí entenderão…
    Abs

  3. Que bom! pode ser que algo,possa estar acontecendo e que esteja mostrando que este lixo de “musica”
    Nunca foi algo cultural.Este lixo é uma arma para alienar e achatar a mente.Arma psicotronica para alterar o humor e o comportamento humano.Retiram poesias,trocam por palavras de baixo calão,retiram instrumentos,melodia que abrem as redes neurais.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui