Gente do Rio: o barulho do humor de Cacofonias

O roteirista Vinicius Antunes, de 41 anos de idade, está famoso com vídeos de um carro de som que divulga mensagens, no mínimo, diferentes do convencional

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução Instagram

Você já deve ter visto nas redes sociais algum vídeo do carro de som enviando mensagens, no mínimo, diferentes do convencional. Denúncias de maus cuidados aos animais, aviso sobre pessoas que estão com focos de mosquito da dengue em casa e até explanação de traições. Esse é só um dos trabalhos do roteirista Vinicius Antunes, de 41 anos de idade, conhecido como Cacofonias na Internet.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Vinicius Cacofonias (@cacofonias)

Advertisement

Além dos exemplos citados e mostrados aqui nesta matéria, o carro passou pelas ruas do Rio de Janeiro com outros avisos. Vale conferir no Instagram. Ou na sua rua, quem sabe.

“Devo fazer por mais uns dois meses esse quadro do carro de som. Fez e está fazendo muito sucesso, foi parar na TV, em programa do SBT, muitos compartilhamentos nas redes. Mas a Internet é muito rápida, então, por mais que esteja bombando agora, daqui a pouco vem outra coisa e passa na frente“, destaca Vinícius, que é professor de história, mas trabalha com humor há mais de 15 anos e já escreveu para o site Sensacionalista e canais de televisão como Globo e Bandeirantes.

Os resultados dos reclames feitos pelo carro de som também são postados nas redes:

Filho do cartunista Rogério, do lendário jornal O Pasquim, Vinicius, ou Cacofonias, também dá aulas e trabalha com roteiro. “Desde pequeno, em casa, vi uma pessoa vivendo de trabalhar com humor, então foi um caminho natural para mim“.

Sobre trabalhar com roteiro na Internet, ele acredita que, apesar de ainda ser um mercado com muita informalidade e “faz de graça aí, amigo“, a tendência e haver uma profissionalização maior com o tempo. “São muitas empresas, pessoas em destaque com dinheiro procurando esse tipo de trabalho“.

Voltando ao sucesso do quadro do carro de som, o humorista tem um palpite para tamanha repercussão: “Acredito que teve esse boom por causa do impacto direto na vida das pessoas. E essa coisa de justiça social também pega bastante”.

O barulho causado pelo trabalho está aí. Só não ouve (e não enxerga) quem não quer. Ou quem é “alvo” do carro de som.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Gente do Rio: o barulho do humor de Cacofonias
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui