Governador do Rio nomeia 13 novos secretários de Estado nesta terça-feira

Em discurso, Cláudio Castro mencionou a necessidade de um novo ciclo administrativo no governo do Estado, sob a liderança de novos profissionais

Cláudio Castro nomeia 13 novos secretários de Estado / Divulgação

Em cerimônia, no Palácio Guanabara, nesta terça-feira (05/04), foram nomeados 13 secretários de Estado. O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), mudou as chefias das pastas de Fazenda, Desenvolvimento Econômico, Planejamento e Gestão, Gabinete de Segurança Institucional do Governo (GSI), Polícia Civil, Infraestrutura e Obras, de Governo, Esporte e Lazer, Ambiente e Sustentabilidade, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Defesa do Consumidor, Ciência e Tecnologia e Agricultura.

Em discurso, Cláudio Castro mencionou a necessidade de um novo ciclo administrativo, sob a liderança de novos profissionais. Para Castro, o Rio de Janeiro precisa passar por um processo de reconstrução que será operado pelos novos ocupantes das pastas.

“Hoje é o início de um novo ciclo. As experiências profissionais dos novos secretários serão essenciais para o trabalho de retomada social e econômica do Rio de Janeiro. Vão nos ajudar a seguir com o trabalho de reconstrução do estado, como estávamos fazendo com os secretários que nos deixam. Não vamos diminuir o nosso ritmo. Nossa missão é trabalhar juntos pela população fluminense”, declarou o governador Cláudio Castro.

Na a Secretaria de Fazenda, sai Nelson Rocha, e entra Leonardo Lobo. Rocha, por sua vez, foi empossado secretário de Planejamento e Gestão, que era chefiada por José Luís Zamith. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico será ocupada por Cássio Coelho, que acumula interinamente a pasta e segue, ainda, no comando do Procon-RJ. Rogério Amorim e Rafael Thompson assumem, as secretarias de Defesa do Consumidor e de Governo, respectivamente, substituindo Léo Vieira e Rodrigo Bacellar.

O delegado Allan Turnowski será substituído Fernando Albuquerque na Secretaria de Polícia Civil. No GSI, antes comandado por Marcelo Bertolucci, a coordenação ficará à cargo de Edu Guimarães de Souza.

Rogério Lopes Brandi é o novo secretário de Infraestrutura e Obras, substituindo Max Lemos. A secretaria do Ambiente ficará sob o comando de José Ricardo Brito, em lugar de Thiago Pampolha. Matheus Quintal deixa a pasta de Desenvolvimento Social, e dá lugar a Júlio Saraiva. Marcos Paes será o novo secretário de Esporte e Lazer, ocupando a vaga de Gutemberg Fonseca. João Carrilho e Alex Sandro Pedrosa Grillo assumem o comando das secretarias de Ciência e Tecnologia e de Agricultura, antes presididas por Dr. Serginho e Marcelo Queiroz.

Veja abaixo os quem são os novos secretários

Fazenda

Leonardo Lobo é economista pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e tem Mestrado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Servidor de carreira da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), foi subsecretário das áreas de Tesouro, Política Fiscal e Finanças da Secretaria de Fazenda, entre 2019 e 2021.

Antes de assumir o novo cargo, Lobo trabalhou no Governo de Goiás, onde atuou como assessor especial da Secretaria de Economia e presidente do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos (Ipasgo).

Planejamento e Gestão

Pós-graduado em Ciências Contábeis pela Fundação Getúlio Vargas, Nelson Rocha ocupava o cargo de secretário de Fazenda desde maio de 2021. Rocha começou sua carreira na iniciativa privada e atuou em empresas como Ampla e Light. Na área pública, também foi assessor Chefe do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) e secretário de Fazenda por duas vezes.

Polícia Civil

Formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Fernando Albuquerque tem uma série de especializações nas áreas de Polícia Integrada e Inteligência Estratégica. O novo chefe de Polícia Civil ocupava o cargo de Subsecretário de Inteligência, desde setembro de 2020, e foi titular das delegacias de Comendador Soares, Angra dos Reis, Vila Isabel e Tanque. Além disso, o novo secretário foi coordenador de Planejamento de Grandes Eventos da Polícia Civil.

Infraestrutura e Obras

Rogério Lopes Brandi é formado em Direito pela Universidade Iguaçu-RJ e atua no serviço público há 13 anos. O novo secretário é especializado na área de Logística, Administração Pública e Gestão de Contratos. Rogério já esteve à frente da Secretaria de Serviços Públicos e na chefia de gabinete da Secretaria Municipal de Obras, da Prefeitura de Queimados. Na Secretaria de Infraestrutura e Obras, Brandi coordenou as intervenções para a recuperação de Petrópolis, após as chuvas de fevereiro deste ano.

Governo

Formado em Tecnologia da Gestão Pública e pós-graduando em Gestão Pública, pela Universidade Estácio de Sá, Rafael Thompson já atuou no Governo do Rio, em gestões anteriores. Foi subsecretário de Planejamento e Gestão, da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, e coordenador na Subsecretaria de Comunicação Social. No governo Cláudio Castro, foi subsecretário de Governo. Thompson também trabalhou nas Prefeituras do Rio de Janeiro e de São Gonçalo.

Desenvolvimento Social

O novo secretário Júlio Saraiva é gestor público há 14 anos, com formação na área de Tecnologia da Informação e pós-graduação em Administração Pública. Desde junho de 2021, Saraiva atuava na secretaria como subsecretário de Governança, Compliance e Gestão Administrativa. Júlio também ocupou cargos públicos no Ministério do Trabalho e Emprego, na Diretoria de Tecnologia, no Governo do Estado de São Paulo, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e na Prefeitura do Rio de Janeiro, no Iplanrio.

Defesa do Consumidor

Vereador, que está em seu primeiro mandato na Câmara da cidade do Rio de Janeiro, Rogério Amorim é formado em medicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), com especialidade em neurocirurgia. Também atuou como professor desta mesma universidade. Foi chefe da clínica neurocirúrgica do Hospital Universitário Gaffréé e Guinle. É membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e mestre em Neurociências pela UNIRIO.

Desenvolvimento Econômico

Cássio Coelho é formado em Direito e atuou como presidente do Procon do Estado do Rio de Janeiro desde 2019. Empresário há mais de 20 anos, é servidor público efetivo de nível superior do Tribunal de Justiça, trabalhou na Dívida Ativa do Estado, foi Assessor do Órgão Julgador nas Câmaras Cíveis e Criminais. Também atuou no Tribunal Regional Eleitoral e foi secretário municipal de Ordem Pública e Trânsito de Paraty. Assume a pasta de forma interina.

Ambiente e Sustentabilidade

Advogado formado pela Universidade Cândido Mendes, José Ricardo Brito já atuou como secretário de Esporte, Lazer e Juventude, órgão onde também exerceu função como chefe de gabinete nos anos de 2018 e 2017. Foi presidente da Superintendência de Esportes do Estado do Rio de Janeiro (Suderj). Entre os anos de 2011 e 2013, foi consultor especial na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Ciência e Tecnologia

João Carrilho estava à frente da presidência da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) desde novembro de 2020. Foi secretário de Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda da Prefeitura de Búzios entre os anos de 2015 e 2020. Entre 2009 e 2012, foi vereador desta cidade, onde atuou, ainda, na chefia de gabinete do município.

Esporte e Lazer

Marcos Paes já atuava como subsecretário na pasta de Esporte e Lazer desde outubro de 2021. Teve passagens pelas secretarias de Defesa Civil, de Governo e Relações Institucionais, de Turismo e Trabalho e Renda. Já exerceu a função de gerente de Guarda-Parque pelo Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inea). É bacharel em Direito e faz parte do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Agricultura

Alex Sandro Pedrosa Grillo já exercia o cargo de subsecretário da pasta. Advogado, graduado pela Universidade Gama Filho, o novo secretário já atuou no Governo do Rio em 2018 também no posto de secretário de Agricultura. Já trabalhou na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) como chefe de gabinete da vice-presidência, além de ter sido assessor jurídico da Casa. Grillo também atuou como diretor financeiro e administrativo da Fundação Estadual do Norte Fluminense (Fenorte). 

Gabinete de Segurança Institucional do Governo (GSI)

Delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro há nove anos, Edu Guimarães de Souza já ocupou o cargo de Subsecretário de controle de dívidas da Casa Civil – operação Foco, antiga Barreira Fiscal, por um ano e dois meses, no governo de Cláudio Castro. Edu Guimarães atuou como delegado titular de diversas unidades na Polícia Civil e como inspetor de polícia por 12 anos, antes de ser aprovado no concurso de Delegado de Polícia.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui