Governador recebe Medalha Bicentenário do Visconde de Mauá, maior honraria concedia pela Associação Comercial do Rio

Castro participou do tradicional Almoço do Empresário, durante o qual fez um balanço do seu governo, além de falar sobre os problemas que mais afetam o Rio

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Cláudio Castro é condecorado por Daniel Homem de Carvalho / Divulgação

A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) realizou, nesta quinta-feira (6), o seu tradicional Almoço do Empresário, que teve o governador Cláudio Castro (PL), como convidado de honra. No evento, o governador recebeu a maior honraria concedida pela ACRJ: a Medalha Bicentenário do Visconde de Mauá, além de ter realizado uma exposição sobre as perspectivas econômicas do Estado, segurança pública, ambiente de negócios, meio ambiente, entre outros assuntos.

A abertura do Almoço do Empresário contou com um discurso do presidente da Associação Comercial, Daniel Homem de Carvalho, que abordou temas de grande relevância para o universo empresarial, como: mobilidade urbana, mercado de trabalho e tributos, assunto sobre o qual Homem de Carvalho declarou: “Os impostos não podem ameaçar a sobrevivência do pagador de impostos. Nesse aspecto, muito nos preocupa a proposta de reforma tributária que indica um aumento expressivo da taxação do setor de serviços”. O empresário lembrou ainda que aguarda a elaboração de uma lei de transação tributária para débitos com o Estado do Rio. Para ele, “esse instrumento, que tanto tem beneficiado a União e o município do Rio – que já editaram suas leis -, parece ser uma ótima alternativa para salvar contribuintes bons pagadores de tributos, bem como incrementar o caixa do tesouro estadual”, afirmou, complementando que a economia, baseada em tecnologia e informação, não pode ser achatada pela atual carga tributária, que também afeta penosamente o setor de serviços.

O governador do Estado, por sua vez, finalizou a sua participação no encontro apresentando um balanço do início do seu segundo mandato, destacando os avanços do Rio de Janeiro na agenda ambiental.

“Acreditamos em um Rio de Janeiro desenvolvido, justo, mas sustentável. Somos o Estado mais evoluído na Agenda 2030 hoje. Sobretudo com a bolsa verde, o Rio tem tudo para ser a capital verde da América Latina, sem ser uma agenda polarizada. Queremos começar a destruir muros e construir pontes”, concluiu o chefe do Executivo estadual.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Governador recebe Medalha Bicentenário do Visconde de Mauá, maior honraria concedia pela Associação Comercial do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui