Governo do Estado reduz índices de violência no Carnaval 2024

Entre sexta e terça-feira de Carnaval, houve uma redução de 20% nos crimes de rua e um aumento de 34% nas prisões em flagrante, em relação ao ano passado

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Em coletiva no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Centro do Rio, o governador Cláudio Castro (PL) e o secretário de Estado da Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Pires, informaram que o Carnaval de 2024 registrou uma redução de 20% nos crimes de rua e um aumento de 34% nas prisões em flagrante, em relação ao ano passado. Segundo as autoridades, 423 pessoas foram presas e 75 adolescentes apreendidos. Do total de detenções, 50 foram realizadas por meio de mandados em aberto contra os criminosos.

Com um efetivo de 12 mil policiais nas ruas entre a sexta (9) e terça-feira (13), a PM apreendeu 270 objetos cortantes nos megablocos, registrando um aumento de 42% em apreensões desse tipo, em comparação a 2023. A polícia também apreendeu 75 armas de fogo, sendo sete delas fuzis.

“Foi um Carnaval da segurança e as pessoas tiveram a liberdade de ir e vir. O aumento do efetivo e o uso da tecnologia de reconhecimento facial permitiu que as pessoas aproveitassem melhor os dias de festa”, disse o governador.

No sábado (10), por exemplo, os agentes apreenderam, nos pontos de revista do Cordão da Bola Preta, no Centro, mais de 180 objetos perfurocortantes, entre eles 10 facas. No domingo (11), dois homens foram presos depois de serem identificados pelo sistema de reconhecimento facial. Na manhã do último dia de Carnaval, terça-feira (13), nove facas e 41 objetos cortantes e outros 46 itens foram apreendidos na passagem do megabloco Fervo da Lud, também no Centro.

Advertisement

A atuação da Polícia Civil resultou em 717 prisões realizadas a partir de 600 investigações, que tiveram como foco o combate às credenciais falsas e à venda ilegal de ingressos.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), por sua vez, acionou 900 policiais penais para trabalhar durante o Carnaval. A iniciativa resultou no encarceramento de 504 novos detentos.

Com um efetivo de 10 mil militares, Defesa Civil efetuou mais de 5 mil atendimentos. Já a Operação Lei Seca fez 4.616 mil abordagens, nas quais 936 motoristas fluminenses foram flagrados alcoolizados.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Governo do Estado reduz índices de violência no Carnaval 2024
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui