Governo poderia escolher novo comandante da Polícia Militar; enquete online tem favorito

Entre os quatro nomes ventilados como tendo “mais chances” numa hipotética troca de comando, Rubens Castro Peixoto Júnior foi de longe o mais desejado em uma enquete popular na Internet

Foto: Reprodução Instagram/Roberta Trindade

O coronel Luiz Henrique Marinho Pires, que está à frente da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro desde agosto de 2021 com ótimos resultados, poderia estar próximo de deixar o cargo, segundo a jornalista Roberta Trindade. Fontes oficiais não confirmam a informação; mas uma enquete no instagram gerou movimento esta semana, sobre um suposto ”sucessor”. Entre os oficiais mais cogitados para assumir o cargo estão os nomes do coronel Roberto Dantas; do coronel Mauro Fliess; do coronel Marcelo Menezes e do coronel Rubens Castro Peixoto Júnior, super ativo nas redes sociais, e, segundo levantado pelo DIÁRIO, muito querido pela tropa da PM, que vem obtendo bons indicadores, com relevante queda da criminalidade.

O assunto gerou muita conversa e discussão nas redes sociais. Recentemente, uma enquete no Instagram, postada do perfil da jornalista Roberta Trindade, mostrou que o nome favorito do público que participou seria o coronel Rubens Castro Peixoto Júnior. Evidentemente, uma eventual decisão do governador recém reeleito não seria baseada em tal avaliação, mas vale conhecer o “favorito”, uma vez que o cargo é de suma importância para nosso estado. Peixoto participou da formação de mais de 20 mil policiais militares, e, segundo informações que obtivemos junto a pessoas próiximas, sonharia em ser o Comandante Geral da PM fluminense. Querer não é necessariamente poder, mas, certamente, ajuda muito.

O Coronel Peixoto (batendo continência) é um dos principais nomes para o cargo de Comandante da PM, e o favorito entre os membros da tropa que votaram em uma enquete popular na internet

Quem é Rubens Castro Peixoto Júnior

Tido como um “amigo da tropa”, o Nilopolitano de nascimento e carioca de registro Rubens Castro PEIXOTO Júnior é filho de um Praça da Polícia Militar e uma funcionária da indústria têxtil. Estudante da Rede Pública Municipal e bolsista por mérito intelectual em dos colégios preparatórios mais conhecidos dos anos 1990, foi aprovado no Concurso para Escola Preparatória de Cadetes do Exército em 1991. Com passagem pela Academia Militar das Agulhas Negras em 1993 e ingresso na Polícia Militar em 1994, chegou ao oficialato 1996, cumprindo a missão de seu tio Reinaldo, morto em uma instrução na Escola de Formação de Oficiais da PM em 1971 a apenas 40 dias da formatura.

Desde muito cedo, foi alimentando o desejo de ser o Comandante Geral da Polícia Militar. Cursos Militares de Especialização, Graduação em Administração Pública, Ciências Sociais, Direto e Educação Física e uma vida castrense dedicada a formação de mais de 20mil Policiais Militares em 25 anos, além de um legado de ter sido Comandante de 14 Unidades da Corporação, em praticamente todas as áreas de atuação como Policiamento Conunitário, Tropas de Operações Especiais, Batalhões na Capital e no Interior, Batalhão de Grandes Eventos, Rondas Especais, Presídio Militar da Corregedoria, Diretorias da área de pessoal e contabilidade pública, órgão central de Inteligência, e é claro, o Comando do maior Centro de Formação da Policial da América Latina, o CFAP.

O Coronel Rubens Peixoto é casado há 18 anos, sendo pai de dois filhos e um irmão entusiasta dos conceitos de Polícia Serviço e Qualidade Total. Considerado por especialistas em segurança uma liderança consolidada nos quartéis, gozaria da admiração de seus subordinados pela “maneira fraterna e simples como gerencia o dia a dia na Segurança Pública“, segundo nos disse, em off, um de seus antigos subordinados.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui